logotipo

quarta

18/10/2017

Publicidade

Exibir Comunicação
Missões
Publicada em Qui, 08/05/2014

Os desafios missionários do século 21

1480

Em um mundo globalizado, os desafios missionários mudam na mesma medida que as transformações políticas, culturais e até religiosas acontecem.

Por Homero S. Chagas

Quando ouvimos falar de missões em muitas igrejas evangélicas brasileiras hoje notamos que os paradigmas que norteiam as discussõesainda são os mesmos que eram tratados a 40 ou 50 anos atrás. Em um mundo globalizado, os desafios missionários mudam na mesma medida que as transformações políticas, culturais e até religiosas acontecem.

Um pequeno incidente na Tunísia desperta uma revolução que afeta todo o Oriente Médio (como aconteceu na famosa “Primavera Árabe” de janeiro de 2011 no mundo árabe) e uma pequena manifestação em São Paulo, por causa do aumento da passagem de ônibus, desperta protestos de centenas de milhares de jovens por todo o Brasil durante meses.

Isso significa que as dificuldades dos missionários do século passado já não são as mesmas que enfrentamos hoje. Por isso, quero elencar o que creio que são os seis maiores desafios para o avanço da Igreja em pleno século 21:

1. O desafio de pregar na região menos evangelizada do mundo:

Ásia

Durante décadas falamos sobre a famosa “Janela 10x40”. Para a glória de Deus, a Igreja está avançando em muitos dos países dessa região do globo. Ainda há muito a ser feito, não tenho dúvidas disto, mas nosso maior desafio missionário hoje se encontra em apenas uma parte dessa região: a Ásia. Cerca de 75% da população mundial se encontra na Ásia e cerca de 85% dos não cristãos no mundo vivem nessa região.

Outra dificuldade é que 50% da população asiática têm menos de 20 anos e 60% dos muçulmanos do mundo vivem na região. Isso significa que há uma grande quantidade (centenas de milhões) de jovens asiáticos muçulmanos que nunca ouviram falar de Jesus. Quem pregará para eles?

2. O desafio de pregar o evangelho para crianças

Se antes o paradigma era geográfico, agora é demográfico. A “Janela 4-14” refere-se a faixa etária entre quatro e 14 anos. Pesquisas apontam que aproximadamente 80% dos cristãos adultos cristãos se encontram com Cristo quando ainda eram crianças. Entretanto, elas ainda são muito negligenciadas como vimos no desafio anterior. Talvez este esteja sendo um dos maiores potenciais desperdiçados da obra missionária. Os cristãos precisam acordar para a necessidade da pregação do evangelho para as crianças, pois elas são o futuro da Igreja.

3. O desafio de capacitar a Igreja já existente

Com o rápido crescimento da Igreja em alguns países,surgiu a necessidade desesperadora de mestres que ensinem o verdadeiro evangelho de Cristo. Por exemplo, na China, a cada mil novos convertidos há apenas um cristão capacitado para ensiná-los os primeiros passos da fé. Por isso, cada vez mais o novo paradigma de missões transculturais de apoio à Igreja local ganha força. Se você não sabia, a Igreja de Jesus já vive em todos os países do mundo. Ainda assim, existem milhares de grupos étnicos não alcançados. A Igreja local já existente –onde ainda há grupos necessitados do evangelho – pode fazer muito mais do que os missionários estrangeiros talvez jamais farão, por isso, é extremamente importante capacitarmos os milhares de convertidos dessas nações para que eles alcancem seus conterrâneos.

4. O desafio do rápido avanço do islamismo no mundo

O islamismo vem experimentando intenso crescimento no Ocidente. Algumas organizações já estimam que existam mais muçulmanos do que cristãos no mundo. Pode-se dizer que algumas das causas desse fenômeno são:a alta taxa de natalidade entre os muçulmanos, o alto investimento de petrodólares para o avanço da religião, o uso do islamismocomo instrumento de transformação social, a propagação de valores islâmicos fundamentalistas, etc. O triste é que poucos missionários atuam no mundo muçulmano e o crescente ódio contra os muçulmanos extremistas distancia os cristãos cada vez da oportunidade de lhes pregar o evangelho.

5. O desafio da tradução da Bíblia

Das 6.912 línguas faladas no mundo inteiro, 853 línguas possuem porções das Escrituras já traduzidas, 1.953 línguas possuem o Novo Testamento completo e apenas 429 possuem a Bíblia completa.Existem 1.953 línguas com traduções em andamento.Isso gera um total de 2.251 línguas sem sequer um versículo bíblico traduzido e que precisam desesperadamente de tradução e tradutores. São aproximadamente 193 milhões de pessoas que não tem acesso algum às Escrituras. Apenas um terço das línguas do mundo possui alguma porção das Escrituras. É possível que nossa geração ainda testemunhe o início da última tradução da Bíblia, mas para que isso ocorra, será necessário muito empenho, disposição, oração e contribuição.

6. O desafio da perseguição à fé cristã

Todos os anos a Portas Abertas Brasil publica a Classificação de Perseguição Religiosa. Esta lista contêm os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos no mundo. Cerca de 100 milhões de cristãos ao redor do mundo sofrem por causa da fé em Jesus Cristo. A perseguição à fé é um dos maiores desafios missionários hoje, pois cada vez mais ela limita a atuação de missionários e obreiros locais na propagação do evangelho. E lamentavelmente milhões e milhões de cristãos brasileiros nunca ouviram falar do sofrimento que nossos irmãos passam por amor a Cristo. Talvez porque a globalização, a tecnologia, e o interesse por assuntos “internacionais” não façam parte de nossas vidas, o conhecimento sobre essa realidade não chega à maioria dos cristãos.

Homero S. Chagas é missionário e atua com projetos para o socorro da Igreja Perseguida ao redor mundo. Para conhecer mais sobre seu ministério, receber os boletins de oração e contribuir na manutenção de sua família no campo missionário transcultural, envie e-mail para: sfamily@hush.com e envolva-se.

Comentários

social

foto_entrevistas

Oficina G3 anuncia pausa na carreira

0

Qui, 28/09/2017

lançamentos

foto_entrevistas

PG lança álbum acústico

0

Ter, 17/10/2017

© 2009/2016 - Revista Exibir Gospel | Desenvolvido por Exibir Comunicação