Siga nossas redes sociais

Principal

Felipe Neto critica Damares Alves por fala contra a pedofilia e ministra o confronta: De que lado você está?

Published

on

Compartilhe

O youtuber Felipe Neto repercutiu as acusações que a grande mídia dá destaque contra a ministra Damares Alves e recebeu uma resposta à altura no Twitter. A discussão se deu em torno da investigação que o Ministério Público faz contra a ONG Atini, fundada pela pastora, por suposto sequestro de crianças indígenas.

A ONG de Damares Alves trabalha junto a tribos indígenas e acolhe crianças que seriam vítimas de infanticídio por conta de crenças ancestrais que persistem entre as diferentes etnias. Em um dos casos, uma criança que havia sido condenada à morte, foi resgatada por integrantes da ONG Atini, que passou a ser acusada de sequestro infantil.

No Twitter, Felipe Neto repercutiu a notícia do jornal Folha de S. Paulo sobre o caso, afirmando que não aceitava que uma mulher investigada por sequestro de crianças pudesse opinar sobre assuntos ligados à idade infantil.

A publicação do youtuber foi feita em resposta ao tweet que a própria ministra havia publicado prometendo o combate à erotização infantil. “Eu não aceito que uma mulher envolvida nisso venha falar sobre crianças publicamente”, escreveu Felipe Neto, com sua já conhecida autoconfiança.

“Querido Felipe Neto alguns chamam de ‘sequestro’, outros chamam de ‘impedir que uma criança indígena com deficiência seja enterrada viva”. De qual lado você está?”, questionou Damares Alves.

A ministra, em seguida, ofereceu oportunidade ao youtuber para que ele trabalhe de forma efetiva na ajuda às crianças do país: “Inclusive, estamos de braços abertos para recebê-lo no Ministério caso queira se engajar na luta contra o infanticídio! Por fim, uma dica humilde de educadora para youtuber: se quiser trabalhar com crianças, deixe de dizer palavrões nos vídeos. Será muito mais saudável para elas!”, alfinetou.

Neto tentou minimizar o puxão de orelhas recebido: “Uma dica se quiser criticar o trabalho de youtubers: saiba do que está falando. Se soubesse, saberia que não falo palavrões há mais de 2 anos. No mais, a justiça dirá sobre o que sua ‘ong’ faz”, reagiu o youtuber.

Cantou vitória

Conhecido no meio evangélico por conta das discussões com pastores como Silas Malafaia e Marco Feliciano (PODE-SP), o youtuber compartilhou prints da discussão com a ministra, dizendo tê-la calado: “Damares tentou lacrar dizendo q eu tenho q parar de falar palavrão, mostrei q não falo palavrão há 2 anos. Ela disse q então eu apagasse vídeos antigos, mostrei q meus vídeos antigos têm classificação indicativa e sou o único no mundo a fazer isso. E ela se calou”.

Seus seguidores, no entanto, apontaram que esse resumo não era real: “Mentira, ela não se calou não”, disse um dos internautas que seguem a conta do youtuber.

“Mano, ela não falou nada demais e ainda pediu sua ajuda, a mulher foi 100% educada!”, respondeu outro usuário da rede social. “Ele é ‘ídolo’ de uma geração que não sabe interpretar uma ironia”, destacou mais um.

Internautas que acompanham o trabalho do youtuber há mais tempo ironizaram a postura do rapaz: “A cada dia tenho mais certeza de que Felipe Neto morreu e foi substituído”, ironizou um dos seguidores. “Foi sim, ele já fez um vídeo falando mal de cabelo colorido e hoje muda de cabelo a cada 1 milhão por dinheiro”, replicou outro.

*Com informações de Folha de São Paulo.

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *