Siga nossas redes sociais

Principal

Depois de ciclone, cristãos pedem orações pelos moradores de Moçambique, Malauí e Zimbábue

Published

on

Compartilhe

Missionários lembram que, além de ajuda humanitária, essas pessoas precisam de esperança para seguir em frente

 

Por Cris Beloni

 

Depois da passagem do ciclone Idai e das fortes chuvas letais que atingiram todo o Moçambique, Malauí e Zimbábue, nesta semana, a instituição de caridade Christian Aid está fornecendo assistência de emergência para as comunidades afetadas. A equipe pede por doações.

 

 

De acordo com o Christian Today, centenas de pessoas já morreram e mais de um milhão foram prejudicadas pelas graves inundações. Imagens aéreas mostram o tamanho da destruição. Clare Nullis, da agência meteorológica da ONU, disse que já havia notícias de que esse seria “um dos piores desastres climáticos” do hemisfério sul.

 

 

O presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, disse que o número de mortos em seu país pode passar de mil. Depois de sobrevoar as áreas mais atingidas, Nyusi classificou a destruição como um “verdadeiro desastre humanitário”. O governo prevê também danos em grande escala nas estradas, infraestrutura de água e saneamento, telecomunicações, escolas e unidades de saúde.

 

 

Um dos perigos imediatos são as doenças transmitidas pela água. Para os agricultores, as plantações foram dizimadas. Haverá escassez de alimentos. Milhares de casas e meios de subsistência foram perdidos completamente.

 

 

“A prioridade agora deve ser em abordar as necessidades imediatas das comunidades afetadas. Mas também precisamos nos concentrar em abordar os efeitos de desastres naturais e melhorar a preparação para as comunidades em risco”, disse o presidente.

 

 

A World Help, que também tem parceiros atuando na região, pediu aos cristãos que orem pelas pessoas que estão enfrentando essa situação. “Elas estão apavoradas e se perguntam se suas vidas serão as mesmas. Por favor, pare o que estiver fazendo e ore por essas famílias”, pediu Vernon Brewer, fundador da World Help.

 

“Devemos fornecer ajuda para que essas pessoas possam sobreviver, mas também devemos enviar-lhes esperança através de nossas orações para que elas saibam que não foram esquecidas e que ainda existe um futuro”, concluiu.

 

Assista ao vídeo:

Crédito: Band Jornalismo

https://www.youtube.com/watch?v=irsxApb3Icw

 

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *