Siga nossas redes sociais

Global

Deputada petista mistura um testemunho particular de Damares para criticar ministério

Published

on

Foto: Reprodução (Youtube)

Érika Kokay disse que “nem todas as meninas vítimas de violência podem se salvar por um Jesus na goiabeira”

Por Cris Beloni

Durante uma audiência para discutir o esvaziamento de conselhos de representação social, na quarta feira (10), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, foi atacada com palavras irônicas por parlamentares da oposição.

Um dos comentários que mais causou repulsa veio da deputada Érika Kokay (PT/DF) que relembrou de forma irônica a experiência de abuso sexual que Damares sofreu aos 10 anos de idade.

No momento em que a deputada cobrava respostas sobre o funcionamento de conselhos voltados a questões de violência sexual contra crianças e adolescentes, ela disparou: “Nem todas as meninas vítimas de violência podem se salvar por um Jesus na goiabeira”.

A experiência sobre ter sido vítima de pedofilia, compartilhada por Damares, foi feita durante uma pregação quando ela nem mesmo era ministra. “Eu não posso me omitir, eu não posso me silenciar. A forma como a senhora falou machucou muito essa ministra”, disse.

“Senti que falou de forma irônica, a senhora zombou, mas a senhora não zombou somente de uma menina, zombou de milhares de meninas do Brasil. […] E eu esperava, deputada, de todo mundo, menos da senhora que é uma psicóloga”, lamentou.

O deputado Julian Lemos (PSL/PB) criticou a colega petista e saiu em defesa de Damares: “Quem fala dessa história não fala de uma ministra, fala de uma criança que subiu num pé de goiabeira para falar com Deus, quando a insensatez e a falta de sensibilidade humana não compreendeu a dor de uma criança”, observou.

Segundo ele, a deputada Kokay “relativizou a pedofilia que é um ‘nome bonito’ pra defender estupro de criança”. Além disso, deu a entender que a ação poderia “reconstruir ou dar um novo formato ao incesto familiar”.

As deputadas Carla Zambelli (PSL-SP) e Chris Tonietto (PSL-RJ) também partiram para cima da representante do MPF. “Onde a senhora estava quando a ministra foi atacada no episódio da goiabeira? Quando aquela policial militar foi atacada por defender sua família?”, disse Zambelli.

De acordo com o jornal O Globo, ao fim da audiência, Damares defendeu as decisões tomadas no ministério e afirmou: “Estou lutando, trabalhando para que esta seja a melhor nação do mundo para se criar meninas”.

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *