Siga nossas redes sociais

Global

“Eu escapei do Boko Haram”

Published

on

A cristã perseguida nigeriana, Esther conta sua história ao presidente dos EUA, Trump

ESTADOS UNIDOS – As histórias de cristãos perseguidos ao redor do mundo vieram à tona em Washington, nos Estados Unidos, durante a Segunda Conferência Ministerial para o Avanço da Liberdade Religiosa, que aconteceu nessa semana.

Durante o evento, vários cristãos perseguidos se reuniram como presidente dos EUA, Donald Trump, incluindo Esther, da Nigéria, que foi sequestrada pelo Boko Haram. No encontro, a cristã conta brevemente o que aconteceu com ela: “Fui sequestrada pelo Boko Haram (por ser cristã) e consegui escapar deles”.

A primeira vez que a Portas Abertas encontrou Esther foi em um assentamento para deslocados internos em Maiduguri, norte da Nigéria, em 2017. Desde então, sua história foi gradualmente se desdobrando, com destaque para sua aterrorizante captura pelo Boko Haram em Gwoza, seus três cativeiros cheios de horror, sua fuga ousada e o duro julgamento que ela e Rebecca*, sua filha, receberam da comunidade e de sua família após o retorno.

Você pode conhecer mais da história da Esther, lendo as matérias Esther impactou a igreja brasileira com seu testemunho e Esther recebe cartas de encorajamento

A Portas Abertas também participou desta Conferência, de outras formas. Em seu discurso focado na perseguição religiosa global, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, citou a pesquisa da Lista Mundial da Perseguição, realizada anualmente, dizendo que “a Portas Abertas identificou a Coreia do Norte como a maior perseguidora mundial dos cristãos nos últimos 18 anos”.

Também durante essa importante semana em Washington, o presidente da Portas Abertas, David Curry, se reuniu com o vice-presidente Pence para compartilhar pesquisas e histórias sobre a perseguição de cristãos em mais de 60 países e o trabalho organização no fortalecimento da igreja perseguida pelo mundo.”O vice-presidente Pence compartilhou seu apreço pela Portas Abertas e tudo o que estamos fazendo para apoiar a liberdade religiosa e os cristãos perseguidos”, disse Curry sobre seu tempo com o vice-presidente. Segundo ele, Pence conhece muito da Lista. “Ele é muito bem informado sobre tudo o que estamos fazendo

*Fonte: Portas Abertas

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *