Siga nossas redes sociais

Destaques

Número de abortos aumenta com a legalização

Published

on

Compartilhe

Pesquisas realizadas comprovam que aborto
já é a principal causa de morte no mundo

* América do Sul

Uruguai e Guiana – aborto legalizado até a 12ª semana, sendo que no Uruguai esse prazo se estende até a 14ª semana em caso de estupro.

Colômbia – em outubro de 2018, a Corte Constitucional da Colômbia passou a permitir o aborto até “instantes antes do nascimento”. Essa decisão derrubou o limite que era de 24 semanas. Isso quer dizer que uma criança pode ser morta enquanto estiver no ventre da mãe sem que isso configure crime.

* América Central

Cuba – aborto legalizado até a 10ª semana.
Porto Rico – até a 12ª semana.

* América do Norte

Canadá – aborto legalizado em qualquer fase da gestação.

EUA – aborto legalizado, mas o prazo varia de acordo com o Estado.

* Oceania

Austrália – aborto é legalizado mas, assim como nos EUA, cada estado tem o poder de decidir seus parâmetros de restrições em termos de semanas de gestação.

* Ásia

Armênia, Azerbaijão, Bahrein, Cazaquistão, Geórgia, Mongólia, Nepal,
Quirguistão, Tajiquistão, Turquemenistão, Uzbequistão e Vietnã

– aborto legalizado sem restrição até a 12ª semana de gestação.

Camboja – aborto legalizado até a 14ª semana de gravidez.

Singapura – é um dos países com leis pró-aborto mais flexíveis
do mundo. As mulheres têm até a 24ª semana de gravidez para optar
pelo procedimento.

China e Coreia do Norte – assim como no Canadá, o aborto nesses
países não tem restrições de semanas de gestação ou de motivos.

*Europa

Bósnia e Herzegovina, Croácia, Eslovênia, Portugal e
Turquia
– os cinco países permitem o aborto até a 10ª
semana de gravidez.

Portugal – o prazo se estende para a 16ª semana em caso de estupro e para a 24ª semana em caso de má formação fetal.

Albânia, Áustria, Bulgária, Dinamarca, Eslováquia, Estônia, Grécia, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Moldávia, Montenegro, Noruega, República Tcheca, Rússia, Suíça e Ucrânia
– em todos estes países o aborto é legalizado até a 12ª semana de gravidez, e em todos eles o prazo pode ser estendido caso a mãe corra o risco de morrer ou em casos de má formação fetal.

Itália – o prazo italiano para a prática do aborto legal é determinado em
dias: até 90 dias de gestação.

Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Kosovo e Romênia – os seis países consideram dentro da lei um aborto feito até a 14ª semana de gestação, não importa o motivo.

Suécia e Hungria – aborto legalizado até a 18ª semana.

Holanda – aborto legalizado até a 24ª semana.

Bielorrússia – aborto legalizado até a 28ª semana.

Irlanda – o país entrou recentemente para a lista, em dezembro de 2018. A lei irlandesa agora autoriza o aborto sem restrições até a 12ª semana de gravidez. Antes, uma irlandesa que decidisse interromper uma gravidez indesejada poderia ser condenada com até 14 anos de prisão.

Fonte: PRÓ VIDA