Siga nossas redes sociais

Destaques

Bolsonaro se diz cristão, mas não exerce, diz presidente da OAB

Published

on

Compartilhe

Presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz (Foto: Reprodução)

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, foi entrevistado nesta quarta (28) no programa Resenha Política, da TVJC, em Recife.

Questionado sobre a fala de Jair Bolsonaro (PSL) sobre Fernando Santa Cruz, pai de Felipe e morto pela ditadura militar, respondeu que foi um ataque cruel e que Bolsonaro não exerce o “sentimento cristão”. “Há um aspecto pessoal nessa questão. O presidente é uma pessoa muitas vezes brutal. Ao contrário do que ele diz sobre o sentimento cristão que ele professa, ele não exerce. Há pouca solidariedade no trato dele com a vida e com o outro, isso é normal dele”, disse Santa Cruz.

Fernando Santa Cruz, pai de Felipe, militante de esquerda, desapareceu em 1974. No dia 29 de julho, Bolsonaro ironizou a morte de Fernando, numa provocação ao presidente da OAB.

Segundo Felipe, a fala de Bolsonaro foi motivada por uma insatisfação dele com a defesa da Ordem do sigilo da relação entre advogado e clientes. “Ele não compreende o papel das prerrogativas dos advogados”, criticou. “O presidente não aceita que o Adélio (autor do atentado a faca contra Bolsonaro) tenha esse direito (à defesa)”, disse Santa Cruz.

Felipe Santa Cruz também relembrou que o dia 28 de agosto, é o aniversário de 40 anos da Lei de Anistia, um dos marcos da transição da ditadura militar para a democracia. “A Ordem, junto com a sociedade, estabeleceu um modelo de transição suave. O presidente quer reabrir a história à luz dos torturadores”, afirmou o presidente da OAB.

*Fonte: NE10

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *