Siga nossas redes sociais

Global

69 pessoas resgatadas de correntes, gaiolas e tortura no ministério cristão em Trinidad, segundo a polícia

Published

on

Compartilhe

Cerca de 69 pessoas foram resgatadas na quarta-feira de uma vida de correntes, gaiolas e tortura em um ministério cristão na ilha de Trinidad e Tobago, em um caso que a polícia local descreve como “escravidão” no maior círculo de tráfico de seres humanos do país.

“O que acreditamos é que deciframos o que acreditamos ser o maior grupo de tráfico de pessoas do país. Alguns deles disseram que estão aqui há anos. Este é um cenário muito maior e temos que investigar cada um e todos os casos … isso se relaciona à escravidão virtual com o que vimos aqui ”, disse o comissário de polícia de Trinidad e Tobago, Gary Griffith,  ao Guardião de Trinidad e Tobago .

A polícia anunciou que resgatou 65 homens e quatro mulheres do Centro de Reabilitação do Ministério da Vida Transformada em Arouca, Trinidad, durante uma operação na quarta-feira de manhã. As vítimas tinham idades entre 20 e 60 anos e a maioria delas foi encontrada “em gaiolas e algumas algemas”.

“Alguns deles dizem que foram torturados. É um quadro tão grande com o lucro sendo obtido com isso … os membros da família deliberadamente enviam seus entes queridos aqui e extraem os lucros das famílias “, disse Griffith.

Pelo menos seis pessoas já foram presas em conexão com o ministério que prometeu usar o Evangelho e o treinamento de especialistas para “servir ex-prisioneiros e deportados do sexo masculino, fornecendo habitações de transição seguras, programadores de desenvolvimento e reabilitação, para promover uma reintegração saudável na sociedade”.