Siga nossas redes sociais

Destaques

Maduro cria universidade evangélica e institui Dia Nacional do Pastor

Published

on

Compartilhe

Após pedido de movimento cristão, presidente disse cogitar criação do Dia Nacional da Bíblia

Em uma reunião com representantes de um proeminente movimento evangélico venezuelano, o presidente Nicolás Maduro anunciou na quinta-feira a criação da Universidade Teológica Evangélica da Venezuela, dizendo que o país irá abrir suas portas para “evangélicos de toda a América”, segundo a mídia local

 A nova universidade, segundo o presidente, será um “exemplo ao mundo” e será comandada pelo Ministério da Educação. Um dia antes, Maduro havia anunciado a criação da laica Universidade Internacional das Comunicações, com sede em Caracas , com a intenção de criar pontes com faculdades de toda a América Latina e do Caribe.

A crise econômica que toma conta do país há seis anos afeta gravemente o sistema educacional. Muitos dos educadores que continuam na Venezuela se viram forçados a mudar de profissão , pois seus salários tornaram-se praticamente sem valor após anos de hiperinflação.

Durante a reunião com oMovimento Cristão Evangélicopela Venezuela, Maduro também instituiu o Dia Nacional do Pastor, a ser celebrado em 15 de janeiro, junto ao Dia do Professor, segundo a mídia local. A proposta foi enviada por integrantes do movimento como uma homenagem ao pastor americanoMartin Luther King , coincidindo com a data de nascimento de um dos principais líderes do movimento dos direitos civis nos EUA. King nasceu no estado americano da Geórgia em 1929 e foi assassinado em 1968, aos 39 anos.

Preparemos uma celebração bonita para 15 de janeiro, celebraremos juntos — disse o presidente.

Em maio de 2018, antes da eleição que resultou na controversa reeleição de Maduro, a Rede Nacional de Ministros Religiosos da Venezuela manifestou apoio à sua candidatura. A eleição, boicotada pela oposição e questionada por diversos países, teve número recorde de abstenções.

Durante o encontro, Maduro também pediu o desenvolvimento de um poderoso movimento cristão em todo o país, pedindo orações pelo bem da pátria, segundo o jornal El Nacional.

— Acredito no Cristo Redentor, no Cristo de todos os povos que enfrentou os fariseus. O Cristo que foi valente em sua busca por justiça, por igualdade, e pediu respeito aos humildes — afirmou Maduro.

Outra proposta avaliada pelo presidente é a criação do Dia Nacional da Bíblia , após pedido de um pastor do movimento evangélico. A proposta diz que, em 26 de setembro, a Bíblia deve ser lida em todas as universidades, liceus, escolas e instituições públicas e privadas do país.

Em vídeo publicado no Twitter pela Venezolana de Televisón, canal público de TV, o presidente pergunta ao pastor o motivo pelo qual o dia foi escolhido. Segundo o pastor, 26 de setembro foi o dia em que a primeira Bíblia em espanhol foi impressa, na Espanha.

— Vamos avaliá-lo. Me parece uma boa ideia, então vamos avaliar bem — disse Maduro.

Com informações O Globo