Siga nossas redes sociais

Destaques

Covid-19 pode se alastrar rapidamente em Bangladesh

Published

on

Compartilhe

Com uma população de 168 milhões de pessoas, Bangladesh enfrenta um crescimento dos casos da Covid-19.

 Os números de casos informados são pequenos se comparados com países como China, Itália e Brasil. Porém, a possibilidade de contágio é grande e não há médicos, enfermeiros e nem hospitais preparados para lidar com a pandemia. Alguns até têm medo de tentar tratar esses pacientes por causa da possibilidade de serem infectados pelo coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde solicitou que o governo bloqueie as cidades e aconselhe as pessoas a manterem uma distância social. Porém, em cidades populosas, como a capital Dhaka, o cumprimento da ordem parece impossível. Apesar de haver esforços das autoridades para conscientizar e dar instruções sobre maneiras de se proteger do contágio, muitos cidadãos não seguem as recomendações. Os que retornaram de viagens ao exterior, por exemplo, não estão aderindo à quarentena.

O governo ordenou o fechamento de shoppings e centros de venda e proibiu as reuniões públicas entre os dias 25 e 31 de março. Apenas serviços essenciais, como farmácias, estão autorizados a funcionar. De acordo com o colaborador local, alguns líderes religiosos zombam e veem a Covid-19 como uma maldição de Alá para punir os não muçulmanos, e que os fiéis ao islã não serão infectados.

Pedidos de oração

  • No dia da Independência de Bangladesh, interceda pela população, para que sigam os conselhos do governo e compreendam a importância de obedecer neste momento.
  • Clame para que Deus intervenha e assuma o controle da situação em Bangladesh, assim como nas outras nações do mundo que enfrentam a pandemia de Covid-19.
  • Ore pelos refugiados rohingya, originários de Mianmar. Eles se encontram em situação precária sem água e alimento no país. Que o Senhor os guarde e manifeste o poder dele em meio à crise.

Portas Abertas

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *