Siga nossas redes sociais

Destaques

Goiás e Santa Catarina já liberam cultos; Cuiabá, a partir da próxima segunda(27)

Published

on

Liberações, porém, ocorrem estabelecendo uma série de restrições que as igrejas devem seguir para funcionamento

Os estados de Goiás e Santa Catarina, e a cidade de Cuiabá publicaram na segunda-feira decretos liberando o cultos nas igrejas, mas com restrições que devem ser seguidas para o funcionamento.

SANTA CATARINA

Em Santa Catarina, o governador Carlos Moisés anunciou a liberação dos cultos religiosos e do funcionamento de shoppings, centros comerciais, galerias, restaurantes e academias em Santa Catarina para valer já a partir de ontem, dia 21 de abril.

Pela portaria publicada no Diário Oficial do Estado, igrejas só poderão realizar cultos com 30% da capacidade máxima do local e pessoas do grupo de risco, que inclui idosos, imunodeprimidos e imunossuprimidos, não poderão frequentar as atividades religiosas, nem mesmo de maneira individual. O regramento completo pode ser acessado no site coronavirus.sc.gov.br.

A fiscalização dessas medidas, que valem enquanto durar a epidemia, ficará a cargo da vigilância sanitária e das equipes de segurança pública. A flexibilização das atividades pode ser revogada, como destaca o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino.

GOIÁS

Em Goiás, como divulgado pelo CPADNews segunda-feira (20) , as celebrações religiosas poderão ser realizadas até duas vezes por semana na maior parte do estado. Em outras 19 cidades, entre elas Goiânia, poderá ocorrer no máximo uma vez por semana. Também estão na lista das que poderão ter apenas uma celebração semanal municípios como Anápolis, Rio Verde, Itumbiara, Jataí e Luziânia.

Nas atividades, fiéis terão de usar máscaras e deve ser dada prioridade a aconselhamento individual. As igrejas deverão disponibilizar produtos para higienização de mãos e calçados, respeitar 2 metros de distância entre os fiéis, proibir o acesso de pessoas de grupo de risco e suspender a entrada quando ultrapassar 30% da capacidade do estabelecimento. Terão, ainda, de aferir a temperatura dos frequentadores com termômetro infravermelho.

CUIABÁ

A Prefeitura de Cuiabá liberou o retorno das atividades religiosas, de qualquer natureza, a partir da próxima segunda-feira (27 de abril).

O horário permitido para realização de cultos, missas, ou outras cerimônias é das 6h às 20h, com no máximo duas celebrações diárias por turno (manhã, tarde e noite), abertas ou não ao público em geral, devendo ser respeitado o intervalo de 1h30 entre elas. Todo o ambiente terá que ser higienizado antes e após a realização de cada celebração religiosa.

O decreto assinado segunda-feira pela Prefeitura de Cuiabá, que disciplina apenas as atividades religiosas, estabelece a lotação máxima de 30% da capacidade total do local, bem como distanciamento mínimo de um metro e meio entre uma pessoa e outra, observando a presença de no máximo uma pessoa a cada 10 metros quadrados.

Terão que ser ofertados, permanentemente, produtos para higienização das mãos, como água e sabão líquido e/ou álcool em gel 70%. Todos os frequentadores terão que utilizar máscaras, assim como voluntários e/ou funcionários.

Terão que ser afixados cartazes informativos e educativos referentes às medidas de prevenção da disseminação do novo coronavírus (Covid-19) em lugar facilmente visível ao público.

O decreto recomenda a diminuição do uso do ar condicionado para climatização dos ambientes fechados, devendo se manter, no mínimo, uma porta ou uma janela abertas, visando a circulação do ar no local. Antes, durante e depois da realização das celebrações religiosas devem ser evitados apertos de mãos, abraços e outras formas de contato físico.

O decreto orienta que, sempre que possível, realizar a transmissão das celebrações pelas redes sociais disponíveis. Além disso, é recomendado evitar, na medida do possível, a presença nas celebrações religiosas de fiéis que se enquadrem nos grupos de risco ao novo coronavírus.

As atividades realizadas pelas entidades religiosas que ocasionem aglomerações de pessoas devem permanecer suspensas.

Com informações do Repórter MT, Governo de Santa Catarina e Folha de Pernambuco

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *