Siga nossas redes sociais

Politica

Pastor André Mendonça, da AGU, assume Ministério da Justiça

Published

on

Ele substitui Sérgio Moro, que pediu exoneração na sexta; Alexandre Ramagem assumiu a Direção Geral da PF

Conforme portaria publicada nesta madrugada pelo Diário Oficial da União, o presidente Jair Bolsonaro nomeou André Mendonça, então advogado-geral da União, como novo ministro da Justiça e Segurança Pública, substituindo Sérgio Moro, que pediu exoneração na sexta-feira, 24 de abril.

Pastor presbiteriano, André Mendonça já foi chamado pelo presidente Bolsonaro de “terrivelmente evangélico” quando este se referia à sua possível indicação para uma das duas vagas no Supremo Tribunal Federal que se abrirão ainda neste mandato do presidente.

Para a Direção Geral da Polícia Federal, foi nomeado Alexandre Ramagem, então diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), mais conhecido por ter sido o titular da investigação que deu origem à operação Cadeia Velha, um desdobramento da Lava Jato, que deu na prisão dos deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do MBD do RJ, em 2017.

Bolsonaro conheceu Ramagem quando este foi escolhido em 2018 para ser um dos responsáveis pela segurança do então candidato Jair Bolsonaro. Surgiu então a amizade e quando Bolsonaro assumiu a presidência e precisou de alguém para a Abin, o chamou.

Elogiado pelo excelente trabalho na Abin, Ramagem era o mais cotado para a Direção Geral da Polícia Federal após a saída de Marcelo Valeixo, seguida pela saída de Sérgio Moro da Justiça.

com informações cpad

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *