Siga nossas redes sociais

Destaques

Alto Tietê receberá mais 20 respiradores nos próximos dias

Published

on

Compartilhe

Governo do Estado já entregou para o Hospital Regional de Ferraz dez equipamentos; Mogi ainda aguarda

O governo do Estado confirmou ontem que o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos recebeu dez novos respiradores para ampliar o número de leitos de UTI à rede de atendimento à Covid-19. Os outros dez serão encaminhados para o Hospital Municipal de Mogi das Cruzes. Ao todo, 130 equipamentos começaram a ser destinados para 18 municípios paulistas.Segundo o secretário municipal de Saúde de Mogi, Henrique Naufel, a cidade ainda não recebeu o material, o que deverá ocorrer nos próximos dias. “Ainda não chegaram, estamos aguardando”.No Alto Tietê, os 20 respiradores somam-se aos outros 20 entregues na semana passada também pelo governo do Estado. Na oportunidade, Mogi recebeu dez ventiladores. Itaquá foi contemplada com o restante. Segundo o governador João Doria (PSDB), as pessoas estão e continuarão sendo bem atendidas no Estado de São Paulo. “Todo o sistema de Saúde do Estado está absurdamente sob controle desde o início desta pandemia, uma medida positiva que tem nos permitido controlar a pandemia de forma correta e dentro dos protocolos”, anunciou o governador.Os novos equipamentos se tornam fundamentais para a ampliação do número de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da região – um dos pré-requisitos necessários e avaliados pelo Estado para que os municípios recebam a liberação para a retomada da atividade econômica englobada no “Plano São Paulo de Retomada Consciente”.Hoje, o governo do Estado realiza a segunda reavaliação da classificação do plano estadual, após muita discussão sobre o tema e decisões judiciais. Há 15 dias, o governo do Estado deu início ao programa, excluindo de qualquer possibilidade de flexibilização os municípios da Grande São Paulo, incluindo as cidades do Alto Tietê. A princípio, os prefeitos da região julgaram como incoerente a avaliação do Estado e insistiram na reavaliação do projeto, a fim de que as cidades recebessem a liberação para dar início à flexibilização.O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB) reafirmou ontem ao Grupo Mogi News que o Alto Tietê tem que ser avaliado de forma individual e que Mogi vem fazendo sua parte. “Existem vários pontos de vista para a flexibilização e também é importante ter um olhar para a economia, para que os comerciantes não sejam ainda mais prejudicados”, explicou.Em nota, a direção do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) informou que os prefeitos da região têm mantido contato com o secretário do Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e que a expectativa é de que as cidades avancem para uma nova fase do Plano São Paulo nos próximos dias. “O Condemat segue atuando em várias frentes, entre elas, a ampliação da capacidade hospitalar e a intensificação das ações de saúde para controlar a evolução da doença”Grande ABCA Justiça suspendeu a reabertura de concessionárias e revendedoras de veículos e escritórios em São Bernardo do Campo e Diadema, na região do ABC, que havia sido determinada por decretos municipais e passariam a valer ontem. Na última semana, prefeitos dos municípios do Grande ABC que, assim como os dos do Condemat se sentiram prejudicados pela não autorização de liberar algumas atividades comerciais, subiram o tom contra o governador Doria e autorizaram a abertura de alguns comércios, mesmo sem a liberação estadual.

Com informações Portal News

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *