Siga nossas redes sociais

Destaques

Primeiro eclipse solar do ano acontece essa semana

Published

on

O fenômeno será marcado pelo efeito de um “anel de fogo” Segundo estudiosos, esse tipo de eclipse foi responsável por parar o Sol durante uma batalha descrita no livro bíblico de Josué, mais de três mil anos atrás

O primeiro eclipse solar do ano está previsto para o próximo domingo (21) e ele não está para brincadeira: de acordo com especialistas, o fenômeno será marcado pelo efeito de um ‘anel de fogo no céu, em função da posição exata da lua sobre o sol.

A última vez que esse fenômeno aconteceu foi em julho de 2019. Infelizmente, dessa vez o eclipse não poderá ser visto do Brasil, mas poderá ser acompanhado via internet. O eclipse solar dura 6 horas, mas o momento do ápice será às 15h40, horário de Brasília. 

Este é o segundo eclipse do mês de junho. O primeiro neste mês não foi solar, mas foi igualmente impressionante: aconteceu junto com um fenômeno conhecido como Lua de Morango e ficou mais visível para quem estava na África, a Austrália e a Ásia Central e do Sul. 

Segundo estudiosos, esse tipo de eclipse foi responsável por parar o Sol durante uma batalha descrita no livro bíblico de Josué, mais de três mil anos atrás.

Em um artigo publicado na revista científica Astronomy and Geophysics, em 2017, pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, confirmaram uma teoria sugerida pela primeira vez pelos pesquisadores da Universidade Ben Gurion: houve um eclipse solar quando o sol sumiu na batalha de Josué.

Eles ainda conseguiram encontrar a data em que a batalha aconteceu: 30 de outubro de 1207 a.C., precisamente 3.227 anos atrás.

Em Josué 10:12-13, a Bíblia diz: “No dia em que o Senhor deu aos israelitas vitória sobre os amorreus, Josué orou ao Senhor diante do povo e disse: ‘Que o Sol pare sobre Gibeom, e a Lua, sobre o vale de Aijalom!’. O Sol parou e a Lua ficou onde estava, até que o povo tivesse derrotado seus inimigos. Acaso esse acontecimento não está registrado no Livro de Jasar? O Sol parou no meio do céu e não se pôs por cerca de um dia inteiro”.

Os pesquisadores observaram que outras histórias antigas relatam a paralisação do Sol, mas apenas o relato bíblico menciona a Lua. Isso os levou à conclusão de que o acontecimento se refere a um eclipse, no qual a Lua passa entre o Sol e a Terra, bloqueando a luz solar.

Além disso, o estudo da Universidade Ben Gurion descreve o fenômeno do livro de Josué como um eclipse anular, especificando que a Lua se alinhou com o Sol.

E, para anotar na agenda: ainda estão por vir um eclipse parcial da Lua, no dia 5 de julho de 2020; eclipse parcial da Lua em 30 de novembro de 2020 e o eclipse total do Sol, no dia 14 de dezembro de 2020

Com informações Independent e Breaking Israel News 

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *