Siga nossas redes sociais

Destaques

Casos de dengue caem 87% no Alto Tietê durante o ano

Published

on

Comparação é feita com os dados de quase todo o semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2019

Os dados oficiais sobre a quantidade de moradores de Mogi das Cruzes contaminados pelo mosquito Aedes aegypti apontaram o declínio de 58,9% dos diagnósticos na comparação entre o 1º semestre de 2019 e o mesmo período deste ano.No ano passado, 78 mogianos contraíram a doença no 1° semestre, já nos seis primeiros meses deste ano, a quantia caiu para 32 confirmações.Para a Prefeitura, esta queda se deve ao trabalho permanente desenvolvido pelo Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses da Secretaria Municipal de Saúde, que realiza visitas rotineiras em residências oferecendo ações educativas de controle do mosquito.O levantamento das prefeituras do G5 do Alto Tietê realizado nesta semana mostra que a quantidade de casos da doença diminuiu 87% no comparativo entre o primeiro semestre de 2019 e o mesmo período deste ano. Ao todo, as cinco cidades mais populosas da região somaram 668 confirmações da doença nos seis primeiros meses do ano passado e neste ano o número caiu para 86.A Prefeitura de Suzano estima que a redução se deve às mudanças climáticas de um ano para o outro, considerando que as chuvas não ocorreram com frequência neste ano.No município, a Vigilância Epidemiológica informou na quinta-feira que, no 1° semestre de 2019, 397 pessoas foram picadas pelo mosquito Aedes Aegypti. O número diminuiu em 92% neste ano, passando para 28 infectados.”Informamos que não há mudanças no programa de trabalho no município. Independentemente das condições climáticas, continuamos com orientações e fiscalizações de possíveis proliferações”, explicou a administração.Já o levantamento da Prefeitura de Itaquaquecetuba apontou que no mesmo período do ano passado, 236 munícipes contraíram a doença, passando para 20 neste ano. Questionada sobre o motivo para a queda dos diagnósticos, a Secretaria Municipal de Saúde não respondeu à reportagem até o final desta edição. Percentualmente o declínio corresponde a 91% de um período para o outro.Outra boa notícia é que em Poá os casos de dengue caíram em 97,8%, já que passaram de 91, no ano passado, para dois, neste ano. Já em Ferraz de Vasconcelos, nenhum caso de dengue foi registrado neste ano, contrastando com os 22 registrados no 1° semestre de 2019.Para que os casos continuem diminuindo, é importante colocar em prática as medidas de prevenção, como não deixar água acumulada em pneus, vasos ou garrafas na parte externa da residência.*Texto supervisionado pelo editor.

Com informações Portal News

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *