Siga nossas redes sociais

Destaques

Além de envenenamentos, Flordelis tentou matar pastor mais duas vezes, diz MP

Published

on

Compartilhe

Afirmação foi feita pelo delegado Allan Duarte, da Polícia Civil do Rio de Janeiro, na segunda-feira. (Foto: Reprodução)

Além das tentativas de envenenamento, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) teria tentado arquitetar a morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, ao menos duas outras vezes antes de ele ser assassinado na garagem de casa, em Niterói, no dia 16 de junho de 2019.

Flordelis foi denunciada nesta segunda-feira (24/8) pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apontada como mandante do homicídio. Ela não foi presa devido à imunidade parlamentar. No entanto, outras nove pessoas foram alvos de mandados de prisão.

De acordo com o delegado Allan Duarte, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI), tentou matar o esposo em outros dois dias diferentes antes de assassinato. No entanto, nenhuma das tentativas deram certo.

“Em uma delas, ele foi comprar um carro na Barra da Tijuca e a Flordelis arquitetou para que o marido fosse então morto na volta, como se fosse um latrocínio, mas no dia havia outro parente no carro e desistiram”, disse, segundo registro do jornal Extra.

“Já no outro caso, ele [pastor Anderson] seria executado na saída da igreja, mas uma troca do carro utilizado por Anderson causou certa confusão no executor e o plano não foi então realizado”, complementou o delegado da Polícia Civil (PCRJ).

Além disso, filhos da deputada tentaram envenenar o pastor Anderson do Carmo ao menos seis vezes, segundo denúncia do MPRJ. As ações deles são descritas em diferentes etapas, como no planejamento, incentivo e convencimento para a execução do crime.

*Fonte: Metrópoles.

 



Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *