Siga nossas redes sociais

Artigos

O mal do século: A ansiedade que te impede de viver o presente por temer o futuro e pode te causar sérios problemas

Published

on

Créditos - Foto: Divulgação / MF Press Global

Cada vez mais a sociedade está ansiosa. No entanto, é preciso compreender o que é estar ansioso e como isso pode causar sérios problemas à pessoa. O neurocientista, psicanalista e filósofo Fabiano de Abreu explica como a ansiedade se potencializa na pessoa e pode ser muito prejudicial à saúde.

As pessoas estão cada vez mais ansiosas. Mas, é preciso entender primeiramente que esta é uma pendência, ou, de forma mais objetiva, é uma fuga dos problemas. Segundo o neurocientista, filósofo e psicanalista Fabiano de Abreu, “é uma necessidade de ter que resolver algo e esse desejo de ter que resolver algo faz parte do instinto de sobrevivência. Essa necessidade vai buscar na região mais primitiva do cérebro, aquela em que são armazenados os traumas, a negatividade, os medos a consciência dessa fuga. Isso é necessário para que possamos “nos salvar”, afinal, era na ansiedade que buscávamos a pulsão necessária para fugir do perigo desde os primórdios”. 

A ansiedade potencializa sentimentos diversos no corpo, dentre eles o medo. É este receio que vai servir para, como reforça Fabiano, nos levar a encontrar uma forma de solucionar aquilo que incomoda: “A ansiedade busca memórias do medo para que você possa se defender ou buscar uma solução rápida. Podemos dizer que essa é a razão dessa memória do medo”. E enquanto isso, a rotina atribulada enche as pessoas de tarefas. Quando não são executadas plenamente, geram pendências, que somadas sem o devido controle, podem causar sérios problemas: “Estamos muito ansiosos hoje em dia porque temos tantas pendências, e criamos tantas pendências, além de mais pendências acima de pendências, que a gente não só deixa de viver o presente, como a gente teme o futuro por não conseguir cumprir todas essas demandas.“

            Ao não conseguir dar conta do recado, a pessoa se torna vítima da ansiedade, e, consequentemente, de memórias negativas. “Elas te colocam numa atmosfera pesada, fazendo que você tenha mais medo ainda e com cada vez mais medo do futuro”, explica o neurocientista.

            Mas, a solução existe, apesar de não ser tão fácil como parece, orienta Fabiano de Abreu: “Não são com pensamentos positivos inventados, forçados, daqueles da palestra motivacional que trarão a solução para este mal, até porque a ansiedade não é um mal e sim uma reação natural. Se ela não existisse, não viveríamos.” Por isso, ele completa: “Cabe a nós sabermos usar a nossa ansiedade e não criar meios para potencializá-la a ponto de causar uma disfunção neuronal e virar uma doença ou algo que impeça de ser feliz”, finaliza.

 MF Press Global

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *