Siga nossas redes sociais

Artigos

Aniversário de pastor reúne Bolsonaro, Covas, ministros e candidatos em SP

Published

on

O presidente Jair Bolsonaro, ao lado da primeira-dama, na Assembleia de Deus em São Paulo Imagem: Lucas Borges Teixeira/UOL
Compartilhe

O aniversário de um pastor reuniu algumas das principais autoridades do país em São Paulo na noite desta segunda (5). A quase um mês do primeiro turno das eleições, o evento teve a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ministros e candidatos à prefeitura da capital paulista. Com tom de homenagem e pegada política, a celebração dos 86 anos de José Wellington, presidente nacional da Assembleia de Deus, reuniu Bolsonaro, o prefeito Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição, seu concorrente Andrea Matarazzo (PSD) — cuja vice, a deputada estadual Marta Costa (PSD-SP), é filha do homenageado —, os ministros Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e Milton Ribeiro (Educação) e o ex-ministro Gilberto Kassab (PSD).

Acompanhado da primeira-dama Michele, Bolsonaro chegou com o aniversariante por volta das 19h30 e ficou sentado no centro da assembleia. “O senhor atende aos anseios que estão registrados nas palavras de Deus. O senhor defende os princípios morais registrados nas palavras de Deus”, afirmou o pastor José Wellington Costa Jr., filho do homenageado, ao receber o presidente. O orador pediu, então, um “amém” para que o público mostrasse felicidade em ver o presidente. Os presentes responderam em coro, entre “amém”, “aleluia” e “mito”. No segundo andar, apoiadoras balançavam bandeiras do Brasil e de Israel e, entre os fiéis, jovens usavam máscaras com o rosto ou o nome de Bolsonaro.

A igreja também passou seus recados. “Aqui todos nós somos terrivelmente evangélicos”, disse um dos oradores a Bolsonaro, em referência à escolha do próximo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). As autoridades pastoras, como os ministros Damares Alves e Milton Ribeiro e alguns deputados federais, foram os mais aplaudidos. A recepção não foi igual para todos. Quando Covas foi anunciado, vaias timidas se misturaram aos aplausos. Ele estava ao lado da vereadora paulistana Ruth Costa (PSDB), outra filha de José Wellington, que também busca reeleição. Segundo o Datafolha, Covas tem a pior avaliação entre o eleitorado evangélico na capital. Durante a tarde, Bolsonaro se encontrouno aeroporto com outro candidato à prefeitura da capital, Celso Russomanno (Republicanos), que sinalizou que teria o apoio do presidente na corrida eleitoral. O presidente também passou por avaliação médica no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, por conta da cirurgia para retirada de cálculo na bexiga a que foi submetido no último dia 25. Mirem-se no exemplo O evento procurou seguir as recomendações sanitárias: inviabilizou parte do auditório, disponibilizou álcool gel e exigia o uso de máscara — determinação respeitada pelos fiéis. O único lugar em que se via pessoas sem o acessório foi justamente da ala de autoridades, entre eles o ministro Ribeiro e alguns deputados.No centro, o presidente e a primeira-dama, que já tiveram o vírus, também não usaram.

Fonte:Uol

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *