Siga nossas redes sociais

Global

Famílias cristãs tem patrimônio destruído e auxílio do governo negado

Published

on

Por causa de sua fé, seis famílias cristãs no Vietnã tiveram o auxílio emergencial da Covid-19 negado. Logo depois, seu gado foi abatido e sua colheita queimada

Quando Ai * ficou muito doente em 2004, seu marido Liem* a levou ao Laos para buscar tratamento e cura, mas ninguém conseguiu curá-la até que ela fosse levada a uma igreja local. O pastor e os membros da igreja acomodaram o casal e eles oraram por Ai dia e noite. Deus ouviu suas petições e Ai ficou melhor. Isso levou o casal a se converter e seguir a Jesus.

Voltando para casa curada e com uma nova fé, o casal compartilhou apaixonadamente o Evangelho com seus filhos e poucos parentes. Eles também creram e aceitaram Jesus em suas vidas. A partir daí, uma pequena igreja doméstica foi estabelecida até crescer para 6 famílias com 30 pessoas.

No início da conversão, houve discriminações sutis da comunidade e das autoridades locais até este ano. Os moradores e as autoridades começaram a se tornar mais agressivos e violentos com eles.

A princípio, seus vizinhos pediram que retornassem à religião animista que eles praticavam antes da conversão.  Mas eles responderam: “Já faz muito tempo que nos convertemos. Recebemos cura e benção de nosso Senhor. Ele mudou nossas vidas. Não vamos negar nossa fé como você exigem”.

Em julho, os moradores e as autoridades locais novamente interromperam culto na casa de Ai e Liem e espancaram alguns membros da igreja doméstica. Todos os membros foram cortados do programa de subsídio financiado pelo governo para os pobres, seus certificados foram confiscados, impedindo-os de reivindicar quaisquer benefícios sociais.

Em agosto deste ano, enquanto o resto do Vietnã recebia auxílio emergencial da Covid-19 fornecido pelo governo, essas 6 famílias cristãs foram excluídas.

Em setembro, os vizinhos de aldeia foram às casas desses cristãos e destruíram suas propriedades. A colheita de arroz foi queimada, duas vacas foram mortas e mais uma ficou gravemente ferida.

No momento, eles estão proibidos pelas autoridades locais de se reunir ou realizar qualquer atividade religiosa.

CAMPANHA EMERGENCIAL COVID-19

Não são apenas as seis famílias cristãs do Vietnã que se encontram vulneráveis e abandonadas por suas comunidades e seus governos. Cristãos que vivem em outros países da Ásia, África, Oriente Médio, também estão enfrentando dupla vulnerabilidade: a perseguição a cristãos e a crise imposta pela Covid-19.

Para ajudar esses milhares de irmãos perseguidos por sua fé, a Portas Abertas lançou a Campanha Emergencial Covid-19 que, além de alimentos, roupas, água, máscaras e álcool em gel, também está providenciando equipamentos de proteção (máscaras, luvas, aventais e outros) a profissionais de saúde cristãos, que estão lidando diretamente com doentes crônicos e lhes é negado este equipamento. Acesse o link e saiba como você pode ajudar e estar junto com esses cristãos que compartilham da nossa fé, mas não da nossa liberdade

*Nomes alterados por motivo de segurança

Regina Andrade
Assessora de Imprensa
assessoria@portasabertas.org.br
(11) 95035-0747

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *