Siga nossas redes sociais

Entretenimento

Amorym investe no AMOR como resposta à injustiça social e preconceito estrutural.

Published

on

“O Que Toca O Peito” é o primeiro single do EP “Alma e Violão” que traz uma versão intimista das canções do artista.

“Eu quis me abrir, mostrar ao ouvinte como nascem as canções e fazer de forma mais intimista e verdadeira possível” diz Amorym.
A canção é uma reflexão às injustiças sociais e preconceito estrutural que infelizmente vivemos. Mas também mostra que, independente de fatores externos, você só pode dar “o que tem por dentro” e que seja o AMOR.

Amorym consolida os primeiros anos da carreira autoral e entra agora em uma nova fase na sua trajetória. Ele integrou diversos projetos e bandas e voltou seus estudos musicais para o jazz, bossa e instrumental, tendo se destacado na Coletânea Instrumental do Movimento Arte Jovem Brasileira, com apoio do selo Niterói Discos. Em 2020, Amorym busca nas suas raízes o caminho pro futuro.

Em 2018 dedicou-se ao show “60 Anos da Bossa Nova” onde pôde mostrar toda sua influência pelo estilo e sua paixão por artistas como Carlos Lyra, Roberto Menescal, João Gilberto, Nara Leão, Joyce, Marcos Valle e Tom Jobim.

Após dois anos de dedicação, o lançamento é quase um rito de passagem. Para se apresentar aos ouvintes, Amorym buscou, primeiro se conhecer. Esse foi o fio condutor do EP “Aproveite a Viagem”, lançado recentemente e cujas canções passam por temáticas como autoconhecimento, empatia, depressão e ansiedade.

“Sentia a necessidade de retornar um pouco à infância onde escrevia música, baseadas nas canções que eu já conhecia. Com isso voltei a compor e aos poucos foi nascendo o Amorym. Digo que é minha busca por essência, aquilo que realmente sou. Está tudo ali nas canções, sem nenhum filtro”, reflete.

Fonte: Assessoria

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *