Siga nossas redes sociais

Destaques

Boko Haram mata pelo menos 110 civis no ataque “direto mais violento” deste ano

Published

on

Enlutados comparecem ao funeral de 43 trabalhadores agrícolas em Zabarmari, cerca de 20 km de Maiduguri, Nigéria, em 29 de novembro de 2020, depois de serem mortos por combatentes do Boko Haram em campos de arroz perto da aldeia de Koshobe em 28 de novembro de 2020. | AFP via Getty Images / AUDU MARTE
Compartilhe

Homens armados em motocicletas, supostamente do grupo terrorista Boko Haram, mataram pelo menos 110 trabalhadores rurais em campos de arroz no estado de Borno, atingido pelo conflito na Nigéria. Um funcionário das Nações Unidas chamou de “o ataque direto mais violento contra civis inocentes neste ano”.

“Estou indignado e horrorizado com o horrível ataque contra civis”, disse Edward Kallon, residente da ONU e coordenador humanitário na Nigéria, sobre o ataque na vila de Koshobe e em outras comunidades rurais perto da cidade de Maiduguri, no nordeste, no sábado, de acordo com Bloomberg .

“Pelo menos 110 civis foram mortos sem piedade e muitos outros ficaram feridos neste ataque”, disse o oficial.

Kallon temia que várias mulheres pudessem ter sido sequestradas.

“Apelo para que os autores deste ato hediondo e sem sentido sejam levados à justiça”, acrescentou.

Boko Haram e sua facção, o Estado Islâmico na Província da África Ocidental, são conhecidos por atuarem na área.

O presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, condenou a morte de “nossos árduos agricultores por terroristas no estado de Borno”, segundo a Al Jazeera .

“O país inteiro”, disse ele, “está ferido por essas mortes sem sentido”.

Dezenas de corpos foram levados a pouco mais de um quilômetro de distância para a aldeia Zabarmari para sepultamento no domingo, disse à AFP um morador Mala Bunu, que participou da operação de busca e resgate .

No início deste mês, supostos homens do Boko Haram mataram 12 cristãos, incluindo um pastor, e sequestraram nove mulheres e meninas em um ataque no mesmo estado, informou a Morning Star News, uma organização de notícias sem fins lucrativos que cobre a perseguição cristã global  .

O Boko Haram é um dos grupos terroristas mais mortíferos do mundo, pois se envolveu em sua insurgência no nordeste da Nigéria e na região do Lago Chade por mais de uma década. O grupo matou e sequestrou milhares de pessoas ao longo dos anos.

As Nações Unidas  estimam  que mais de 3,4 milhões de pessoas na Nigéria foram deslocadas devido à violência extremista islâmica no nordeste e à violência no Cinturão Médio do país perpetrada por radicais da comunidade pastoril. A contagem da ONU inclui 2,7 milhões de pessoas que foram deslocadas por causa da violência extremista no nordeste do país.

Fonte:https://www.christianpost.com/

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *