Siga nossas redes sociais

Destaques

Minorias religiosas enfrentam a maior ameaça em 40 anos no Irã

Published

on

Segundo especialista em perseguição religiosa, as liberdades das comunidades cristãs estão enfrentando o maior perigo desde a revolução de 1979

Durante um webinar organizado pela Organização Internacional para Preservar os Direitos Humanos e parte da terceira Reunião Ministerial para o Avanço da Liberdade Religiosa, vários palestrantes concordaram que, sob o regime do Irã, as liberdades das comunidades religiosas minoritárias estavam sob ameaça extraordinária.

“Hoje, em 2020, as minorias religiosas talvez estejam enfrentando o maior perigo para sua existência desde a revolução de 1979”, disse Alireza Nader, membro sênior da Fundação para a Defesa das Democracias com base nos Estados Unidos. “Todos os dias vemos relatos de severa perseguição aos cristãos”, disse ele. “Não acho que desde a revolução – e provavelmente os anos 80 – tenha havido tanta repressão contra as minorias religiosas do Irã, e em particular os cristãos”, conclui.

Pesquisas da Portas Abertas sobre o país relatam, no entanto, que os cristãos ex-muçulmanos são os que mais enfrentam a perseguição extrema no Irã.

Só na prisão de Evin, em Teerã, 17 cristãos ex-muçulmanos estão atualmente atrás das grades na prisão e, além disso, recentemente dois cristãos foram açoitados como punição por beber vinho durante a ceia. Outro fato que escandalizou e atemoriza a comunidade cristã foi  a decisão das autoridades de tirar uma menina adotiva de dois anos de uma família cristã recém-convertida do islamismo.

Cristãos presos

De acordo com os dados de violência gerados na pesquisa que concebeu a Lista Mundial da Perseguição 2020, no período de novembro de 2018 a outubro de 2019, houve uma média de 8 cristãos mortos por dia, com 2983 cristãos executados por sua fé. Mas os números que mais impressionam são os de cristãos presos. Foram 3.711 cristãos presos no período.

Por isso, a Portas Abertas convoca a igreja brasileira a orar pelos cristãos presos por sua fé nas mais diversas nacionalidades e em condições precárias. O DIP – Domingo da Igreja Perseguida – vai trazer ainda mais sobre o tema e para cadastrar sua igreja no evento,

Fonte: www.portasabertas.orb.br/dip

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *