Siga nossas redes sociais

Destaques

Elba Ramalho sugere que Covid-19 foi invenção de “comunistas” para “destruir” cristãos

Published

on

A fala da cantora foi gravada durante conversa sobre fé cristã, mas vídeo foi apagado após repercussão nas redes sociais. Na última semana, uma festa na casa da artista foi interrompida pela Polícia

A cantora Elba Ramalho voltou a integrar uma grande polêmica envolvendo declarações sobre a pandemia do novo coronavírus nesta terça-feira, 5. A artista aparece em um vídeo afirmando que a Covid-19, doença que já matou mais 197 mil brasileiros até hoje, foi uma invenção de “comunistas” e sugere ainda que teria sido criado para destruir o “calo dos comunistas”, que segundo ela, seriam os cristãos.

O vídeo apresenta o formato de uma live no Instagram e se assemelha à série “terço da misericórdia”, na qual Elba conversa com padres e fiéis sobre assuntos religiosos, crenças e assuntos relacionados. No trecho da filmagem em questão, a cantora afirma que os cristãos estão sobrevivendo à pandemia por meio da fé e se refere a estes como “a resistência” ao que induz ser “ameaça comunista”.

“Para muitas pessoas é apenas uma pandemia. Para nós, o senhor sabe e eu sei, é muito mais coisa por trás dessa pandemia e que vem ainda com o intuito de nos destruir”, declara Elba na parte do vídeo que viralizou nas redes sociais. Ela completa ainda afirmando que os cristãos irão resistir permanecendo fiéis.

Diante da repercussão de sua fala, o vídeo completo foi apagado de sua conta no Instagram. Ela utilizou ainda a ferramenta Stories, com registros que desaparecem após 24h, para se posicionar. Elba afirma que “existia um contexto espiritual que não foi compreendido” em sua fala.

A artista de 69 anos pontuou ainda que talvez não tenha conseguido se expressar adequadamente e se defendeu afirmando que sua fala não foi compreendida como ela havia idealizado. Apesar do posicionamento, em momento algum a cantora negou a linha de raciocínio na qual liga o surgimento da Covid-19 como uma atitude de perseguição de comunistas contra cristãos.

“Não afirmei que o vírus está no mundo para matar somente cristãos”, completou pedindo desculpas a “quem se sentiu ofendido ou magoado”. No posicionamento ela expressa ainda um desejo de paz e proteção a todos, pontuando que contraiu a doença e sobreviveu, mas que perdeu pessoas queridas.

Na última semana, Elba Ramalho já havia se envolvido em outra polêmica envolvendo a pandemia do coronavírus, quando um inquilino seu promoveu uma festa para 700 pessoas em uma dos imóveis que a cantora aluga por temporada. 

A festa chegou a ser interrompida pela Polícia Militar, ao passo que a artista frisou não ter sido informada ou consultada sobre o evento.

Por REDAÇÃO O POVO

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *