Siga nossas redes sociais

Destaques

Tsunami “apocalíptico” atingiu e inundou Israel 10 mil anos atrás

Published

on

Hebrew University of Jerusalem

Descoberta de arqueólogos sobre o desastre natural foi publicada na revista científica PLOS One

Arqueólogos encontraram evidências de um tsunami “apocalíptico” que atingiu a costa de Israel há cerca de 10 mil anos. Os resultados do estudo foram publicados na revista PLOS One, e detalham um desastre natural ocorrido por volta de 7910 e 7290 A.C.

O estudo observou que, pelo menos nos últimos 6 mil anos, os tsunamis são comuns na costa leste do Mediterrâneo. Dependendo da região, ocorrem de 8 a 10 tsunamis em 100 anos.

Eles geralmente ocorrem devido a terremotos no sistema de falhas do Mar Morto, causando deslizamentos de terra subaquáticos. Além disso, o tamanho geralmente é pequeno. Portanto, os impactos das ondas só têm consequências locais. A propagação do tsunami para o interior geralmente não ultrapassa os 300 metros.

Na área da antiga cidade de Tel Dor, os arqueólogos encontraram evidências de que o tsunami ‘apocalíptico’ foi superior tamanho a todos os casos conhecidos nesses lugares.

Os cientistas usaram métodos de sensoriamento remoto fotogramétrico para criar um modelo digital de Tel Dor. Ao mesmo tempo, escavações subaquáticas e perfuração de poços de até 9 metros de profundidade foram realizadas em terra. Nas amostras, os pesquisadores encontraram uma camada de conchas e areia que datam do período cronológico acima. A presença de sedimentos marinhos em pântanos de água doce pode ser atribuída a impactos do tsunami ‘apocalíptico’.

Tel Dor foi especialmente selecionado para a pesquisa pelas características do relevo da área adjacente: inclui baías e pouco típicas do resto da costa. Em outro lugar, a camada de areia foi levada pelo mar.

Segundo os pesquisadores, a quase completa ausência de sítios arqueológicos da era pré-cerâmica do Neolítico pode significar sua destruição em decorrência do tsunami. Ao mesmo tempo, achados posteriores indicam o reassentamento de pessoas da região afetada após o desastre natural.

Tsunami ‘apocalíptico’ descoberto sem querer

Segundo Gilad Steinberg, autor principal do estudo, a pesquisa era voltada para a reconstrução das antigas mudanças climáticas e ambientais na costa israelense nos últimos 12 mil anos. O pesquisador ressaltou que ele e seus colegas nem sonhavam em encontrar vestígios de um tsunami ‘apocalíptico’ pré-histórico. Ao mesmo tempo, só podemos imaginar o quanto o incidente influenciou a vida das pessoas e se elas repassaram essas informações para as próximas gerações.

“Os cientistas sabem que no início do Neolítico, há cerca de 10 mil anos, o litoral ficava a 4 km do local atual”, afirmou Steinberg. “Quando abrimos os núcleos e vimos uma camada de conchas incrustada no solo neolítico seco, sabíamos que tínhamos ganhado na loteria.”

Um ano atrás, arqueólogos relataram a descoberta dos restos do antigo assentamento de Tel Khreutz, no norte de Israel. Além de fragmentos de casas de pedra e madeira, ossos de animais domésticos, pontas de sílex, cacos de cerâmica e outros atributos da vida cotidiana, a atenção dos cientistas foi atraída pelas ruínas de um muro erguido sobre enormes rochedos ao longo do antigo litoral.

Os antigos moradores construíram um muro de 100 metros de extensão para se protegerem da fúria do mar. A proteção ajudou por algum tempo, mas não por muito. Depois de alguns séculos, o nível do mar aumentou vários metros. Como resultado, o muro, construído há cerca de 7 mil anos, desabou com a pressão da água e os habitantes tiveram que abandonar as suas casas.

“Esta é a parede de defesa costeira mais antiga do mundo, a primeira evidência de uma luta contra o problema real com o qual lidamos hoje”, disse o autor do estudo Jonathan Benjamin, da Flinders University, na Austrália.

Fonte:https://socientifica.com.br/

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *