Siga nossas redes sociais

Destaques

Conheça a história da Prisioneira 42 que perdeu tudo por amor a Cristo

Published

on

“Sobreviverei a isso?”, perguntou cristã presa na Coreia do Norte

Ao escolherem seguir Cristo, os cristãos norte-coreanos enfrentam perseguições extremas vindas do governo, de familiares, amigos e até da comunidade onde moram. A hostilidade resulta em agressões, mortes e prisões para os seguidores de Jesus. As prisões de cristãos têm aumentado, principalmente na Coreia do NorteEritreia e Irã. Por isso, mobilizamos a igreja brasileira para interceder e agir em favor dos cristãos presos no Domingo na Igreja Perseguida (DIP) 2021. 

Como vivem os cristãos norte-coreanos presos?

Por meio do relato de uma cristã da Coreia do Norte, podemos entender um pouco mais sobre as dificuldades enfrentadas pelos seguidores de Cristo encarcerados. O relato abaixo, é real e foi feito por uma cristã norte-coreana enviada para a prisão e depois para um campo de reeducação. Leia abaixo o testemunho da Prisioneira 42 sobre a rotina na prisão: 

Ao escolherem seguir Cristo, os cristãos norte-coreanos enfrentam perseguições extremas vindas do governo, de familiares, amigos e até da comunidade onde moram. A hostilidade resulta em agressões, mortes e prisões para os seguidores de Jesus. As prisões de cristãos têm aumentado, principalmente na Coreia do NorteEritreia e Irã. Por isso, mobilizamos a igreja brasileira para interceder e agir em favor dos cristãos presos no Domingo na Igreja Perseguida (DIP) 2021. 

Participe do DIP 2021

A história da Prisioneiro 42 acontece com cerca de 50.000 a 70.000 cristãos presos na Coreia do Norte. Através de redes na China, a Portas Abertas fornece apoio espiritual e físico para os cristãos que conseguem fugir do país. Esteja conosco nesta jornada de esperança e fé, em que juntos fortaleceremos nossos irmãos presos por causa de Jesus. Fale com seu pastor e envolva a sua igreja no maior movimento de oração pela Igreja Perseguida.

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *