Siga nossas redes sociais

Destaques

Mulher é agredida por marido por ser cristã no Vietnã

Published

on

Mulher é agredida por marido por ser cristã no Vietnã Mãe e filho tiveram que sair de casa por pressão do esposo e dos vizinhos No início de fevereiro, a cristã Choua*, de 52 anos, e o filho Neeb*, de 23, foram agredidos e expulsos da própria casa no Vietnã, após o marido descobrir que eles serviam a Jesus. Mãe e filho se tornaram cristãos em primeiro de janeiro, através do trabalho de missionários locais que visitaram a tribo Hmong, onde a família mora, no noroeste do país. A igreja local os apresentou o evangelho, então iniciaram um estudo da Bíblia e Choua e o Neeb perceberam Deus mudando a vida deles. Quando a mãe e o filho decidiram contar à família sobre a fé recém-descoberta, o marido de Choua os agrediu e denunciou a própria esposa e filho às autoridades locais. Policiais e o chefe da aldeia foram até a casa da família e ameaçaram ambos, dizendo que se eles continuassem servindo a Jesus, seriam expulsos da aldeia. No entanto, isso não impediu Choua e Neeb de irem secretamente a uma igreja em outra aldeia. Mas, os cristãos foram descobertos e imediatamente expulsos da comunidade onde viviam. No momento, eles estão sendo acolhidos por uma igreja local, que também ofereceu a eles um pedaço de terra para construir um novo lar. Devido as necessidades financeiras dos cristãos na região, a construção está parada. O Vietnã é o 19º país da Lista Mundial da Perseguição 2021 e muitas mulheres cristãs enfrentam a dupla vulnerabilidade - serem mulheres e cristãs em um contexto budista e em um país comunista. Como cristãs são perseguidas no Vietnã? Apesar de 71% das mulheres estarem empregadas, a desigualdade de gênero ainda é predominante no Vietnã. Entre as mulheres cristãs há medo, pois encontram diferentes formas de pressão e violência. Algumas mulheres cristãs, especialmente ex-budistas e de culturas tribais, são forçadas pelas famílias a se casar com não cristãos. De acordo com os líderes de jovens, muitas jovens convertidas param de frequentar a igreja. Dentro do próprio casamento, as mulheres enfrentam opressão e ameaças de divórcio por parte do marido. Mulheres e meninas também são mais vulneráveis ao abuso sexual, dada a sua menor posição na sociedade em comparação com os homens. Esse é especialmente o caso quando estão sob custódia da polícia e em áreas rurais, onde muitos cristãos vivem. O que a Portas Abertas faz para ajudar os cristãos no Vietnã? Por meio de parceiros da igreja local, a Portas Abertas apoia os cristãos vietnamitas fornecendo literatura cristã, treinamento de liderança e discipulado, projetos de desenvolvimento socioeconômico, advocacy e ajuda humanitária. Para ajudar e saber mais, acesse o site da Portas Abertas e seja um com os cristãos perseguidos no Vietnã.

Mãe e filho tiveram que sair de casa por pressão do esposo e dos vizinhos

No início de fevereiro, a cristã Choua*, de 52 anos, e o filho Neeb*, de 23, foram agredidos e expulsos da própria casa no Vietnã, após o marido descobrir que eles serviam a Jesus. Mãe e filho se tornaram cristãos em primeiro de janeiro, através do trabalho de missionários locais que visitaram a tribo Hmong, onde a família mora, no noroeste do país. A igreja local os apresentou o evangelho, então iniciaram um estudo da Bíblia e Choua e o Neeb perceberam Deus mudando a vida deles.

Quando a mãe e o filho decidiram contar à família sobre a fé recém-descoberta, o marido de Choua os agrediu e denunciou a própria esposa e filho às autoridades locais. Policiais e o chefe da aldeia foram até a casa da família e ameaçaram ambos, dizendo que se eles continuassem servindo a Jesus, seriam expulsos da aldeia.

No entanto, isso não impediu Choua e Neeb de irem secretamente a uma igreja em outra aldeia. Mas, os cristãos foram descobertos e imediatamente expulsos da comunidade onde viviam.

No momento, eles estão sendo acolhidos por uma igreja local, que também ofereceu a eles um pedaço de terra para construir um novo lar. Devido as necessidades financeiras dos cristãos na região, a construção está parada.

O Vietnã é o 19º país da Lista Mundial da Perseguição 2021 e muitas mulheres cristãs enfrentam a dupla vulnerabilidade – serem mulheres e cristãs em um contexto budista e em um país comunista. 

Como cristãs são perseguidas no Vietnã? 

Apesar de 71% das mulheres estarem empregadas, a desigualdade de gênero ainda é predominante no Vietnã. Entre as mulheres cristãs há medo, pois encontram diferentes formas de pressão e violência.  

Algumas mulheres cristãs, especialmente ex-budistas e de culturas tribais, são forçadas pelas famílias a se casar com não cristãos. De acordo com os líderes de jovens, muitas jovens convertidas param de frequentar a igreja. Dentro do próprio casamento, as mulheres enfrentam opressão e ameaças de divórcio por parte do marido. 

Mulheres e meninas também são mais vulneráveis ao abuso sexual, dada a sua menor posição na sociedade em comparação com os homens. Esse é especialmente o caso quando estão sob custódia da polícia e em áreas rurais, onde muitos cristãos vivem.  

 O que a Portas Abertas faz para ajudar os cristãos no Vietnã? 

Por meio de parceiros da igreja local, a Portas Abertas apoia os cristãos vietnamitas fornecendo literatura cristã, treinamento de liderança e discipulado, projetos de desenvolvimento socioeconômico, advocacy e ajuda humanitária. 

Para ajudar e saber mais, acesse o site da Portas Abertas e seja um com os cristãos perseguidos no Vietnã. 

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *