Siga nossas redes sociais

Destaques

Ex-bruxa se entrega a Jesus após ver testemunho de Alice Cooper: “Fui liberta”

Published

on

Simone Peer passou mais de 30 anos envolvida com bruxaria, até ser impactada pelo vídeo com o testemunho do cantor de rock.
Compartilhe

Ser uma bruxa “do bem” nunca foi visto como um problema para Simone Peer. Ela acreditava que a “bruxaria branca” era algo “celestial” e que apresentava muitos benefícios.

Simone cresceu aprendendo sobre ocultismo com sua mãe, que consultava médiuns e espíritos. Ela se aprofundou nesse mundo obscuro enquanto sofria abuso verbal, físico e sexual com apenas 5 anos de idade.

Acreditando que era “detestada e sem valor”, Simone se tornou uma adolescente envolvida em promiscuidade, drogas e álcool. Ela chegou até a pensar em cometer suicídio durante o ensino médio e na faculdade. 

Mais tarde, Simone passou a mergulhar nas práticas da nova era e, aos 20 anos, se tornou uma autoproclamada bruxa branca. “Continuei acreditando que, se buscasse mais luz, encontraria a resposta para o que havia de errado comigo e, de alguma forma, seria consertada”, disse ela à CBN News.

Ela passou os próximos 30 anos envolvida com o mais alto nível de bruxaria, chegando a tornar-se uma alta sacerdotisa. Por meio da santeria (uma religião afro-cubana) e outras formas de ocultismo, Simone participava de sacrifícios de animais.

Iludida pelos enganos do ocultismo, Simone achava que poderia obter “luz” através das práticas espirituais. Mas quanto mais se tornava “iluminada”, um vazio maior ela sentia.

“Havia muitas coisas no caminho espiritual que eu amava e que me faziam feliz, mas a minha vida era uma contradição. Eu também estava no poço mais profundo e escuro. Este é um belo engano”, ela conta.

Impactada por um testemunho

Em 2017, Simone se deparou com um vídeo do famoso músico de heavy metal Alice Cooper, no qual ele testemunhava como foi liberto do alcoolismo por meio de sua fé em Jesus Cristo.

“Eu percebi que era uma embaixadora de Satanás. Eu nem sabia o que significava ter Jesus”, lembra Simone. “Eu não entendia nada, eu só sabia que meu coração tinha uma ferida aberta. Eu sabia que Ele estava lá, e eu sabia que era um ‘sim’”. 

Ela continua: “Quando eu fiz aquela oração de salvação e houve pontos de arrependimento, o que realmente me chamou a atenção foi achar que eu era Deus, achar que eu não estava manipulando outras pessoas com meus feitiços. Eu disse em voz alta e levantei minha mão para Deus e clamei, me arrependi e orei por mim mesma.”

Em poucas semanas, Simone jogou fora tudo o que associava ao ocultismo. Ela também começou a frequentar a igreja, onde passou pelo processo de libertação de forças demoníacas.

“Não tenho ideia de quantos demônios fui libertada. Percebi em meu coração e espírito que me sentia livre”, ela conta.

Hoje, Simone é um testemunho de que Jesus é a verdadeira luz do mundo e que a real satisfação é encontrada Nele. “Para aqueles que trilharam o mesmo caminho que eu, Jesus é a resposta que você está procurando. Ele realmente é”.

Fonte: https://guiame.com.br/