Siga nossas redes sociais

Destaques

Movimento “Acorda Senado” começa em Cuiabá e ‘explode’ no Brasil

Published

on

O movimento com o nome “Acorda Senado” vem ganhando espaço nas últimas horas que chamam a atenção. Iniciado em Cuiabá pelo bispo Aroldo Telles e pastor Oscemário Daltro, ex-presidentes do Conselho de Ministros Evangélicos de Mato Grosso (Comec-MT), os senadores do Brasil estão recebendo, pelo celular, dezenas de mensagens com o mesmo conteúdo.

O que circula é um texto padronizado, disparado em massa pelo WhatsApp, que cobra apoio dos parlamentares para urgência na tramitação de uma proposta apelidada de PEC do Judiciário, de autoria do senador governista Marcos Rogério (DEM), que autoriza o Congresso a sustar atos do Poder Judiciário.

Veja o que diz as mensagens:

“Esse é o card que iremos disparar para todos os senadores. Vocês podem enviá-lo com uma breve apresentação”. Em seguida, o texto padrão: “Não podemos permitir que o STF governe o Brasil. Apenas o Senado dispõe de ferramentas constitucionais para frear os abusos cometidos pelo STF, principalmente em decisões monocráticas”.

Incomodados com as dezenas de mensagens iguais e desconfiados da atuação de robôs, senadores acionaram Rodrigo Pacheco para que o episódio seja investigado. Porém os autores Aroldo Telles e Oscemário Daltro asseguram que a iniciativa é espontânea feita por várias pessoas sem nenhum vínculo partidário. A intenção é “defender o país de abusos do poder judiciário”.

Jornalista: Alex Garcia/https://www.vozmt.com.br/politica/

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *