Siga nossas redes sociais

Artigos

Não mordam e devorem uns aos outros

Published

on

Em Gálatas 5.14,15 o apóstolo Paulo usa a expressão “não mordam e não devorem uns aos outros”. Qual o significado de morder e devorar?Não fiquem fingindo e criticando-se. Não fiquem agindo como animais, ferindo e prejudicando uns aos outros.

Qual o contexto? Lowell Balley em seu livro 25 Segredos para derrotar a crise de comunhão comenta: “Gente de fora tinha chegado nas Igrejas da Galácia e estavam ensinando que os cristãos não judeus tinham de adotar a circuncisão cerimonial do judaísmo e a guarda da lei de Moisés. Isso era conhecido como legalismo. Por esse motivo, começaram a brigar, começou a atacar as pessoas em vez de atacar os problemas. Um verdadeiro campo de batalhas”.

A tendência do ser humano é sempre atacar as pessoas e jamais os problemas, isso é totalmente equivocado. Precisamos entender que, quando atacamos os problemas, evitaremos rusgas e seqüelas para o próximo e para nós também.

Lowell Balley diz mais: “Morder e devorar é expressar hostilidade e má vontade para com o irmão, por meio de ataques sobre o seu caráter, valores, propósitos, crenças ou ações, a fim de estabelecer alguma vantagem sobre ele.

Ao agirem assim, é como vocês deixassem de agir como seres humanos e muito menos cristãos”.

A igreja é lugar de comunhão, lugar de acolhimento, um lugar familiar, por isso, precisamos a todo custo viver em harmonia com todos.

Quero terminar citando às implicações que o autor do livro comentou:

  1. Os cristãos devem evitar ao máximo, as desavenças e as discussões. Tiago 1.20
  2. Morder e devorar uns aos outros traz uma séria ameaça à vida da igreja
  3. Não podemos pecar contra a lei do amor. O amor edifica e presta serviço ao irmão (Gálatas 5.14)
  4. Não devemos satisfazer os desejos da carne (Gálatas 5.16), devemos andar pelo Espírito (Gálatas 5.25)

Vivamos o tempo todo em harmonia, isso é benção para a igreja e agrada a Deus.

Cleverson Pereira do Valle

E-mail cleversonvalle@gmail.com