Siga nossas redes sociais

Família

AzMina lança assistente virtual para combater a violência contra a mulher

Published

on

O Instituto AzMina, em parceria com o Twitter, lançou uma assistente virtual para auxiliar no combate à violência contra a mulher. A ferramenta ajuda a identificar relações abusivas, e dá orientações no caso de situações violentas.

O atendimento é sigiloso, e pode ser acessado via mensagem direta no perfil @revistaazmina no Twitter. A mulher deve fornecer o CEP, e recebe indicações de serviços próximos, como Delegacia da Mulher, Defensoria Pública, Casa da Mulher Brasileira e unidades básicas de saúde.

A assistente recebeu o nome de Penha, em homenagem à Lei Maria da Penha, contra a violência doméstica, que completa 15 anos nesta sexta-feira (6/8). O código aberto da ferramenta será disponibilizado pela AzMima para que ela possa ser replicada.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Marília Moreira, gerente de projetos de AzMina, explicou que o foco do projeto está em três tipos de mulheres: as que precisam de orientação jurídica, as que buscam ajuda psicológica gratuita, e quem quer ajudar alguma amiga ou conhecida que vive situações ou uma relação abusiva.

Nesta quinta-feira (5/8), às 19h, AzMina realizará em seu perfil no Twitter um bate-papo sobre a nova assistente virtual. Participarão, além de Marília Moreira, Amarelinha Teles (Promotoras Legais Populares), Luiza Helena Trajano (Magazine Luiza e Grupo Mulheres do Brasil), Regina Célia (Instituto Maria da Penha) e Natália Neris (Twitter Brasil). A moderação será de Mariana Kotscho (Papo de Mãe).


Jornalistas&Cia.

Informações:
Vinícius Ribeiro
(11) 9.9244-6655
vinicius@jornalistasecia.com.br