Siga nossas redes sociais

Global

Igrejas buscam culpados por ataques de Páscoa no Sri Lanka

Published

on

Ativistas LGBT e seus apoiadores se manifestam em apoio aos transgêneros nas escadarias da Prefeitura de Nova York, em 24 de outubro de 2018 na cidade de Nova York. | Imagens Drew Angerer / Getty

Os líderes pressionam o governo para identificar quem está por trás dos ataques que aconteceram há dois anos

A igreja no Sri Lanka está pressionando o governo a identificar as pessoas por trás dos ataques a três igrejas e dois hotéis há dois anos. No dia 21 de agosto, muitas igrejas, edifícios, escritórios e empresas hastearam a bandeira preta em apoio ao “Dia do Protesto Silencioso”. A reivindicação é contra o lento progresso das investigações dos ataques terroristas no domingo de Páscoa em 2019. 

 
Mais de 250 pessoas foram mortas e muitas outras ficaram feridas em uma série de atentados suicidas que foram assumidos pelo Estado Islâmico, mas que os investigadores culparam o grupo extremista nacional Thowheed Jamath

 
Um relatório entregue ao presidente do Sri Lanka no início deste ano identificou alguns funcionários, incluindo o ex-presidente, por não agirem depois de avisos de inteligência de um ataque. No entanto, até agora nenhuma ação foi tomada sobre as recomendações do relatório e a igreja acusa o governo de encobrimento. 

 
No início de agosto, cerca 25 suspeitos foram presos por conexão com os bombardeios, mas líderes da igreja dizem que o governo não conseguiu identificar os “cérebros” da operação. O ex-procurador-geral do Sri Lanka, antes de se aposentar, disse que havia uma “grande conspiração” por trás dos ataques. 

 
“Muitas pessoas no país sentem que o incidente dos ataques de Páscoa está sendo usado pelo governo para obter vantagem política porque vem arrastando o caso por tanto tempo. Quando as pessoas no poder não tomam medidas, as pessoas comuns ficam indefesas. Em momentos como esses, só podemos ter fé de que o Senhor é um Deus de justiça”, disse um parceiro local da Portas Abertas. 

 
Pedidos de oração 

  • Ore para que Deus intervenha e fale aos corações dos líderes e autoridades do país, que haja justiça para todas as pessoas que sofreram por causa deste incidente.  
  • Interceda também para que todos que apoiaram e lideraram esses ataques sejam identificados e punidos pelos atos. 
  • Clame para que os cristãos no país continuem firmes na fé, mesmo diante do cenário de incerteza e medo de novos ataques. 

Fonte:Portas Abertas