Siga nossas redes sociais

Destaques

Teste para detecção de 4 vírus respiratórios com uma única amostra coletada é a novidade do Grupo Sabin

Published

on

Desenvolvido com tecnologia de ponta, o “Mini Painel Respiratório” acaba de ser inserido ao portfólio da empresa. O exame permite detecção simultânea dos vírus SARS-Cov-2, Influenza A e B, e Sincicial Respiratório, a partir de uma única coleta de amostra

Setembro de 2021. Eficaz, indolor e seguro, o “Mini Painel Respiratório” do Grupo Sabin, foi desenvolvido com tecnologia inovadora e alta performance. Recomendado para aplicação em pacientes de todas as idades, com algum sintoma gripal, o exame é indicado a partir do 1º dia de sintoma e com uma única amostra é possível detectar a presença de 4 vírus simultaneamente: SARS-Cov-2, Influenzas A e B, e Sincicial Respiratório.

Com coleta simples, a partir do método RT-PCR (via swab nasal ou coleta de saliva), o exame é também mais um aliado no combate à pandemia no País. “Utilizamos a técnica RT-PCR para garantir melhor especificidade e mais sensibilidade, assim contamos com um diagnóstico preciso e em casos de detecção do Coronavírus, por exemplo, é possível isolar o paciente, conter a propagação do vírus e ajudar a mitigar os casos” destacou o médico e Diretor Técnico do Grupo Sabin, Dr. Rafael Jácomo. Tamanha relevância, inspiraram o Sabin a acelerar processos e sistemas internos, para que os laudos estejam prontos em até 2 dias, para coletas em Brasília, e 3 dias úteis para unidades regionais fora da capital federal.

Disponível nas unidades COVID, espaços drive-trhu, serviço móvel e unidades hospitalares, a novidade foi mais um avanço nas estratégias de atuação do Grupo Sabin para garantir aos seus mais de 5,7 milhões de clientes saúde de excelência, atendimento diferenciado, diagnóstico ágil para rápido desfecho clínico e melhor jornada do paciente. Motivos que influenciaram também outros investimentos da empresa, como o lançamento do exame PCR feito na saliva em todas as suas unidades, entregando diagnósticos rápidos e seguros. O exame do tipo sorológico, que detecta a presença de anticorpos neutralizantes no organismo, também foi integrado ao portfólio “Este modelo de testagem começou a ser utilizado em maio deste ano e de lá para cá nos trouxe resultados importantes sobre pacientes tiveram algum tipo contato com o Coronavírus e nos fez entender se eles desenvolveram algum tipo de resposta imunológica ao vírus”, explica Dr. Rafael.
Em todo o país, mais de 1 milhão de testes aplicados

De acordo com os números da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica, a Abramed, no 1º semestre deste ano, a rede privada de laboratórios do país realizou mais de 8,4 milhões de testes. O levantamento aponta ainda que entre março e junho de 2021, a média mensal de procura por testes RT-PCR foi quase 5 vezes superior à do mesmo período em 2020, chegando a mais de 1,4 milhão em todo o país.

Os indicadores da entidade integram os dados do Grupo Sabin, que desde fevereiro de 2020 – quando lançou o teste RT-PCR – até agosto deste ano já superou mais de 1,9 milhão de testes já realizados no Brasil. Números que resultam dos constantes investimentos em modelo de negócios inovadores e também consolidam a empresa como importante aliado do ecossistema nacional de saúde. A performance de ponta associada à alta capilaridade fazem do Sabin importante prestador de serviço de referência para a população, comunidade médica e hospitais.

Os investimentos e a atenção aos colaboradores à frente do seu Núcleo Técnico Operacional, também são reconhecidos dentro e fora do país. No ano passado, o Sabin foi duplamente premiado no maior congresso de medicina laboratorial do mundo, promovido pela American Association for Clinical Chemistry (AACC), que apresentou à comunidade científica as mais importantes inovações em testes clínicos e assistências à saúde e premiou dois trabalhos do Sabin, em divisões diferentes. Um na divisão de informática e o outro na divisão de medicina personalizada. “Validation of Massive Parallel Sequencing Workflows for Germline Variants: Method-Based or Analyte-Based Approach?” e “Performance Characteristics of Massively Parallel Sequencing of a Comprehensive Panel of Genes associated with Clinical Phenotypes on Samples Obtained from Self-Collected Buccal Swab”. Ambos referentes ao método de sequenciamento do DNA dos pacientes, ajudando na identificação de variantes genéticas causadoras de doenças. Este ano, um novo trabalho desenvolvido pelo time de pesquisadores e cientistas da empresa também foi reconhecido no referido congresso.

São conquistas que chancelam o compromisso da empresa em apoiar o conhecimento cientifico no Brasil e inspiram os investimentos em pesquisas de universidades e centros de referência, na atualização e produção científica de seus colaboradores, e desenvolvimento de estudos para novas metodologias diagnósticas que se consolidam no portfólio com mais de 3.500 serviços de saúde especializados nas análises clínicas, diagnóstico por imagem, check up executivo, imunização e saúde digital.

Para conhecer mais sobre o Grupo Sabin, acesse: https://www.sabin.com.br

Para entrevista e mais informações à imprensa:

Viviane Melém