Siga nossas redes sociais

Destaques

Cometa gigante em nossa direção é provavelmente o maior já visto

Published

on

Compartilhe

Dois astrônomos descobriram a existência de provavelmente o maior cometa já visto, em junho de 2021. O objeto chegou a ser discutido se realmente poderia ser um planeta anão e ainda em uma órbita parecida com a de um cometa.  Além disso, o “mega cometa” está em uma trajetória do Sistema Solar externo. 

O elemento se chama C/2014 UN271 (Bernardinelli-Bernstein) e faz parte dos 461 objetos que foram apontados como objetos desconhecidos. Com isso, um artigo aceito vinculado ao Astrophysical Journal Letters revelou várias curiosidades – até então desconhecidas – sobre o mundo.

Tanto que mesmo em sua abordagem mais próxima em 2031, o UN271 estará mais distante do que Saturno, cerca de 11 unidades astronômicas de distância ( ou seja, 1 UA que é igual a distância da Terra ao Sol). Isso impede que seja possível ter um olhar mais atento para algo tão

A órbita já foi traçada e a sua última aproximação com o Sol foi há aproximadamente 3,5 milhões de anos. Foi quando ele chegou a apenas 18 unidades astronômicas de distância, que é quase o dobro da distância que vai atingir desta vez, só que em torno da distância de Urano. Além disso, possui chances de ser o mais próximo do Sol que já esteve, sendo assim seria cometa mais primitivo que já visto.

Os pesquisadores estimaram um tamanho de 150 quilômetros (100 milhas) de diâmetro, dando um volume muito maior do que um cometa típico, além de que pelo menos é 10 vezes maior do que até mesmo um gigante como Hale-Bopp. 

Ademais, uma das primeiras perguntas que os astrônomos fizeram foi saber se o cometa já estava mostrando atividade cometária, ou seja, fazendo com que o material se transformasse em gás e formasse um coma. Isso porque o UN271 foi fotografado em 2018 e encontraram diferença nas medidas. .

Também havia esperanças de se ter mais clareza sobre o tamanho do UN 271  quando passou na frente de uma estrela vista do leste da Austrália, porém, uma nuvem cobriu toda a região e por maior que seja, o cometa não será visível a olho nu quando se aproximar.

Alguns astrônomos seguem ansiosos para enviar uma missão para o UN271 , com cálculos de que o melhor momento para um sobrevôo seria em 2033 e exigiria um lançamento até 2028.

Fonte:Olhar Digital

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *