Siga nossas redes sociais

Família

“A depressão não é um demônio, é uma condição psiquiátrica”, ensina médico cristão

Published

on

Compartilhe

O médico cristão Dr. Peter A. Burgos, de Kansas City (Kansas-EUA), emitiu uma mensagem importante a respeito da depressão durante um programa de rádio.

Burgos esclareceu que cristãos também ficam deprimidos e falou com profundidade sobre as causas da depressão, tirando as dúvidas dos ouvintes.

Um dos principais pontos apresentados pelo médico, que também é pastor, foi que os cristãos, assim como todos os seres humanos, são vulneráveis mesmo que mantenham um relacionamento com Deus.

Ele também esclareceu que o episódio depressivo é um coisa passageira que pode se manifestar com desânimo, falta de apetite, enquanto que o transtorno depressivo é algo mais duradouro e pode até se tornar crônico.

A depressão, segundo o médico, afeta a forma como a pessoa vÊ o mundo, da mesma forma, seu jeito de agir também podem ser afetados, inclusive sua fé.

“A depressão não é um demônio, é um quadro psiquiátrico”, completou Burgos.  O pastor ainda ensinou que o cristão precisa cuidar das feridas da alma e buscar curar as frustrações e dores reprimidas, pois elas podem levar à depressão.

O alerta feito pelo religioso é que as pessoas procurem ajuda médica para que o quadro depressivo não evolua para pensamentos suicidas.

Personagem bíblico teve depressão

Para mostrar que a fé não é incompatível com quadros depressivos, o pastor lembrou que o profeta Elias teve depressão quando Israel foi contra Deus.

A passagem bíblica mostra que Deus cuidou de Elias enviando anjos e comida. “Desta forma, os cristãos devem aprender a descansar no Senhor”, ensinou. “Sem se envergonhar por passarem por um episódio depressivo”.

E para quem está em contato com alguém que tenha depressão, a mensagem do médico pastor é que não julgue, mas aprenda a ouvir o doente que muitas vezes precisa desabafar.

As informações são do Noticia Cristiana