Siga nossas redes sociais

Variedades

Acusada de planejar a morte do marido, Flordelis pode ir a júri popular

Published

on

Compartilhe

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) confirmou, nesta terça-feira (9), a decisão tomada em setembro para que a ex-deputada federal Flordelis seja submetida a júri popular.

O mesmo acontecerá com outras noves pessoas que respondem por terem participado da morte do pastor Anderson do Carmo, esposo da cantora gospel.

O crime aconteceu em junho de 2019 e chocou a comunidade evangélica. A investigação diz que Flordelis seria a mandante do crime que teve participação de seus filhos, entre biológicos e adotivos.

Os magistrados do colegiado acompanharam o voto do relator, o desembargador Celso Ferreira Filho. Ele acolheu parcialmente os recursos da defesa de Flordelis, de sua filha adotiva Marzy Teixeira da Silva e de sua neta Rayane dos Santos Oliveira.

Ao julgar o pedido, o magistrado entendeu que houve omissão no acórdão anterior, pela ausência de manifestação para constituição de novo advogado ou a nomeação de defensor dativo para a apresentação de alegações finais. A data do julgamento será marcada pelo Tribunal do Júri de Niterói.

Redação:Exibir Gospel