Siga nossas redes sociais

Principal

MPE da Bahia faz pastor batista se retratar em culto por usar a palavra “homossexualismo”

Published

on

Compartilhe

Em 30 de junho deste ano, o pastor Carlos César Januário, Primeira Igreja Batista de Ipiaú (BA) criticou as empresas Burger King e Natura por promoverem o mês do Orgulho LGBTQ+.

“Olha o que essa empresa Burger King está fazendo e outras empresas também como a Natura que também faz promoção do homossexualismo. É pra gente não comprar mais perfume da Natura”, disse ele. (Assista aqui)

Por ter usado a palavra “homossexulismo”, o pastor foi denunciado e o Ministério Público da Bahia, através da promotora de Justiça Alícia Violeta Botelho, propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) onde o líder religioso se retratasse com a comunidade gay.

“O objetivo do TAC foi garantir o respeito à dignidade da pessoa humana e à diversidade sexual como decorrência dos direitos fundamentais ao livre desenvolvimento da personalidade, da liberdade e da igualdade, em consonância com os direitos fundamentais à liberdade de expressão e à liberdade religiosa”, destacou a promotora.

E durante o culto do último dia 10 de novembro o pastor Januário leu o TAC no culto, cumprindo assim a ordem do MPE.

Assista:

Fonte: Redação Exibir Gospel