Siga nossas redes sociais

Destaques

Por orar em campo, Weverton é comparado ao goleiro Bruno e reage: “Nunca sofri intolerância assim”

Published

on

foto reprodução internet
Compartilhe

O  goleiro do Palmeiras, Weverton, sofreu intolerância religiosa após comemorar a vitória do time na Libertadores. Orando e agradecendo a Deus, ele foi comparado ao goleiro Bruno pelo ator Paulo Betti.

“O discurso do goleiro do Palmeiras depois do jogo, aquela falação sobre Deus quando devia estar comemorando, aquela cena dele rezando antes de começar o jogo, me fez lembrar do goleiro Bruno, que rezava no maraca e depois ia matar a moça e jogar para os cães. Explica muito o Brasil”, escreveu o ator.

Betti passou a ser criticado pelos internautas que identificaram a fala preconceituosa contra atletas cristãos, comparando-o com um crime tão bárbaro como foi o caso da morte de Elisa Samúdio.

Em entrevista ao UOL Esporte, Weverton lamentou as palavras do ator da Globo. “Eu nunca sofri esse tipo de intolerância. Eu jamais posso aceitar e jamais vou me calar. Acho que deve existir respeito. Eu tenho a minha crença, eu acredito em Deus e acredito na bondade de Deus. Quem me conhece e acompanha sabe que eu falo de Deus não só nas vitórias”, disse ele.

O goleiro também afirmou que perdoa Betti pelo que foi dito. “O Paulo sabe que foi infeliz na declaração dele, principalmente por tentar me comparar com outras pessoas, isso não se faz. Mas faz parte, não tenho rancor e perdoo ele”, completou.

Weverton também garante que jamais vai deixar de falar do que acredita. “Isso jamais vai me calar naquilo que acredito. Então, tem que haver respeito: eu posso falar daquilo que acredito, você pode falar daquilo que acredita. Fico feliz porque fiz aquilo que estava no meu coração. Quanto a ele, ele sabe que errou, mas eu desculpo e perdoo, sem problema nenhum”, completou.

Por : Leilaine Lopes

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *