Siga nossas redes sociais

Politica

Chamado de ‘cão de guarda da Bancada da Bíblia’, deputado responde: “Me sinto honrado”

Published

on

Compartilhe

O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) atuou fortemente no Congresso Nacional para que o advogado André Mendonça fosse aprovado pelo Senado para ser ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Por sua posição de base do governo, ele foi chamado pelo jornalista Felipe Frazão, do Portal Terra, de ‘cão de guarda’ da Bancada da Bíblia, juntamente com o deputado federal Pastor Marco Feliciano.

Ao responder ao jornalista, Sóstenes declarou que se sentiu elogiado e honrado. “Quero agradecer o elogio do jornalista que nos chamou de ‘cães de guarda’. Me sinto honrado e com sentimento de que estou cumprindo meu papel”.

O parlamentar evangélico aproveitou para confirmar seu posicionamento político. “Quero dizer que não sou apenas cão de guarda da bancada da Bíblia, como ele disse, sou cão de guarda dos valores, princípios e do povo, eleitores que confiaram a mim os seus votos, me permitindo estar no Congresso para ser a voz, os olhos e os ouvidos deles. Nunca pensamos que seria fácil, mas viemos com o propósito de lutar pelo que acreditamos”, disse.

Frazão fez uma análise crítica pela forma como líderes religiosos e políticos se uniram para a aprovação de um ministro “terrivelmente evangélico”.  O jornalista disse que a Bancada Evangélica esperava ao menos 50 votos no Plenário do Senado, mas Mendonça teve 47.

Por:Leiliane Lopes