Siga nossas redes sociais

Destaques

UNIGREJAS repudia charge da Folha de SP contra evangélicos

Published

on

Compartilhe

Esta semana, o jornal Folha de São Paulo publicou em todas as suas plataformas uma charge criticando os evangélicos por conta da aprovação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF).

No desenho, de autoria de Leandro e Triscila, um homem de terno preto com uma cruz bordada aparece com uma Bíblia na mão e uma máquina de pagamento na outras, recebendo pagamentos das pessoas que o cercam.

O personagem ainda dizia: “Como disse Jesus: Ahá! Uhú! O STF é nosso!”.

Diante disto, a A UNIGREJAS (União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos) emitiu uma nota de repúdio contra a charge, que, para eles, representa um preconceito contra os evangélicos do país.

“A charge, que tem um homem de preto com Bíblia na mão, com um sorriso pintado no rosto extremamente malicioso e maldoso, retrata uma caricatura dos evangélicos totalmente eivada de preconceito religioso. Nem mesmo escreveram Bíblia com ‘B’ maiúsculo, demonstrando indiferença, ignorância, ou, quem sabe, ambas as coisas”, diz trecho da nota.

A UNIGREJAS escreve também que a “fala da personagem apenas ressalta ainda mais a intolerância do chargista Leandro Assis e da ciber-ativista Triscila Oliveira, bem como do grupo de comunicação que a publicou. A fala grotesca da imagem ‘aha uhu! O STF é nosso!’, apenas faz por rebaixar a reputação da empresa jornalística, tamanha discrepância na interpretação dos fatos”.

Leia a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

À Charge Preconceituosa da Folha de São Paulo Contra os Evangélicos

A UNIGREJAS –  União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos, vem a público, por meio de seu representante legal, manifestar-se acerca da charge da Folha de São Paulo que desdenha dos evangélicos em relação à aprovação de André Mendonça, um pastor presbiteriano, para Ministro do STF. 

Resumo

A Folha de São Paulo publicou, neste último 08 de dezembro, charge de Leandro e Triscila em todas suas plataformas, em que, conforme descrito em legenda pela própria empresa jornalística, “Nela, um homem de terno preto, no peito um bordado de uma cruz, na sua mão direita uma bíblia preta, na esquerda uma maquininha de passar cartão, diz: ‘Como Jesus disse: aha uhu! O STF é nosso’. A sua frente uma multidão de pessoas, algumas delas com um cartão levantado.”

Por:Leiliane Lopes