Siga nossas redes sociais

Estudo

Estudantes de Mogi das Cruzes criam sistema de irrigação automático de baixo custo

Published

on

foto reprodução internet
Compartilhe

Projeto será exibido na Mostra Virtual de Ciências STEAM SP, que será aberta nesta quarta-feira, 15/12

Nos dias 15 e 16 de dezembro, será realizada a Mostra Virtual de Ciências STEAM SP com exposição de 40 projetos de ciências desenvolvidos por estudantes de estudantes do ensino fundamental, médio e técnico da Região Metropolitana de São Paulo. Os projetos, apresentados por meio de vídeo, pôster e resumo, poderão ser acessados por meio deste site. Entre os destaques da mostra está um projeto da Escola Técnica Estadual Presidente Vargas, de Mogi das Cruzes.

Sob a orientação do professor Daniel Freitas, Os estudantes Marcos Vinícius, Johann Herrero e Vinícius Pereira desenvolveram um protótipo de irrigação automática de baixo custo voltado para agricultura familiar e de subsistência, com foco na produção orgânica de hortaliças. Composto por um modulo central de processamento, arduino e sensores de temperatura e umidade, o sistema faz o controle da bomba hídrica que realiza a irrigação através de micro aspersores.

Na configuração, o agricultor insere o tipo de produto a ser cultivado, o estágio de crescimento da hortaliça e programa os intervalos para a irrigação. No horário escolhido, o sistema avalia as condições de umidade e temperatura para verificar a necessidade ou não da irrigação. Caso tenha chovido, por exemplo, o programa vai entender que não há necessidade. Ou, caso a temperatura esteja muito alta, o a irrigação não será realizada para evitar queima de folhagem. O agricultor também recebe alertas via SMS sobre o início e fim da irrigação, assim como avisos sobre possíveis problemas.

Educação em STEAM – No total, a mostra envolve 99 estudantes orientados por 44 professores que participaram do Programa STEAM SP – uma iniciativa da Fundação Internacional Siemens Stiftung em parceria com o Laboratório de Sistemas Integraveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Ao longo deste ano, esses professores receberam treinamento em práticas de educação em STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), aprendizagem por projetos, e metodologia científica de orientação a estudantes em projetos investigativos.

“Estamos orgulhosos dos resultados obtidos em um ano muito difícil para a educação brasileira, com aulas a distância e atividades presenciais parciais. Os professores e estudantes que participaram do programa STEAM SP estão de parabéns pelo esforço, dedicação e resiliência”, afirma a professora Roseli de Deus Lopes, coordenadora científica e do programa. Ela destaca ainda que a inscrição espontânea no programa, por parte dos professores, mostra o empenho deles em buscar qualificação para melhorar o ensino público.

O Programa STEAM SP é um dos 14 projetos sul-americanos apoiados pela Fundação Internacional Siemens Stiftung, por meio da iniciativa “STEM – Education for Innovation”. Lançada no início deste ano, a iniciativa teve também suporte do Fundo de Alívio Covid-19 da Siemens Caring Hands. Seu objetivo era apoiar propostas de ensino-aprendizagem ou soluções em educação digital que ajudassem professores e alunos diante das dificuldades do ensino a distância.

Sobre o LSI-TEC: O LSI-TEC é uma Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT), sem fins lucrativos, com a missão de desenvolver tecnologia avançada para oferecer soluções inovadoras, priorizando o interesse público e o desenvolvimento do País, a partir de parcerias com instituições do setor público e privado. Uma das áreas de atuação do LSI-TEC é a de ‘Tecnologia aplicada a Educação’ que busca desenvolver projetos que contribuem para melhorar as oportunidades de formação de adolescentes e a formação continuada de professores, na área de STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática). Dirigido por professores da Universidade de São Paulo, o LSI-TEC conta com uma equipe altamente qualificada e multidisciplinar. Suas atividades são baseadas em três princípios: excelência, inovação e empreendedorismo.

Sobre a Fundação Internacional Siemens Stiftung: A Fundação Internacional Siemens Stiftung é uma entidade sem fins-lucrativos que atua globalmente, promovendo o desenvolvimento sustentável por meio da educação. Na América Latina, trabalha em estreita colaboração com ministérios da educação, universidades e projetos de educação em STEM. No Brasil, a Siemens Stiftung atua em coordenação com a Fundação Siemens Brasil, que há mais de 30 anos tem o compromisso de contribuir para a melhoria do cenário educacional brasileiro, por meio de iniciativas que promovam o acesso ao conhecimento, estimulem o interesse pela ciência e ampliem o uso de tecnologias inovadoras com impacto social positivo na vida de milhares de alunos e professores.

Assessoria de Imprensa (Acadêmica Agência de Comunicação)
Angela Trabbold

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.