Siga nossas redes sociais

Destaques

Polícia Civil de Alagoas identifica homem que ameaçou pastora por casar duas mulheres

Published

on

Compartilhe

Um homem de 25 anos que afirmou ser teólogo e estudioso da Bíblia foi identificado como autor das ameaças feitas contra a pastora Odja Barros, da Igreja Batista de Maceió, que passou a ser atacada nas redes sociais por casar duas mulheres.

A delegada Luci Mônica, designada em caráter especial pelo delegado-geral Carlos Reis, ambos da Polícia Civil de Alagoas, já interrogou o homem que confessou a autoria das ameaças.

“Em longo depoimento ele disse que não concorda com casamento de pessoas do mesmo sexo, como também não concordava com ateus. Disse ser uma pessoa cristã, e que era um teólogo, um estudioso da bíblia, e por isso não concordava com estas práticas”, revelou a delegada.

Ele ainda declarou que a arma usada para ameaçar a pastora não é sua, mas uma foto da internet que ele recebeu nas redes sociais.

Com a confissão dos crimes, o homem está  sendo indiciado pelos crimes de ameaça, intolerância religiosa e homofobia, e o inquérito policial será enviado à Justiça.

REDAÇÃO