Siga nossas redes sociais

Destaques

Anjos estão trabalhando ‘disfarçados’ como ‘agentes secretos’ de Deus na vida das pessoas: Greg Laurie

Published

on

foto reprodução internet
Compartilhe

O pastor da megaigreja Greg Laurie disse no domingo que os anjos estão “ativamente envolvidos” na vida de cada cristão enquanto pregava uma mensagem especial sobre anjos e demônios. Mas ele não poderia dizer com certeza se cada crente tem um “anjo da guarda”, mas acredita que sim. 

Laurie, o pastor sênior da Harvest Christian Fellowship de vários locais com sede em Riverside, Califórnia, que há décadas sedia eventos de cruzadas em estádios frequentados por milhares, assegurou durante seu sermão de 30 de janeiro que, enquanto os humanos vivem no mundo natural, os anjos coexistem em o mundo sobrenatural – ou o “mundo invisível” – que é “tão real” quanto o mundo natural.

“Aqui está uma pergunta que aparece de vez em quando: temos anjos da guarda? Aqui está minha resposta definitiva: talvez”, disse o evangelista no meio de seu sermão. “Eu até acrescentaria que acho que há uma boa chance de que o façamos.”

Laurie declarou que Jesus “fez uma declaração interessante em Mateus 18:10 ” ao falar de crianças.

“Ele disse: ‘Certifique-se de não desprezar esses pequeninos, pois eu lhe digo, seus anjos no céu sempre vêem a face de meu Pai Celestial’”, ele recitou. “Interessante ele disse, ‘seus ângulos no céu’.” 

“Então, talvez nem todos nós tenhamos anjos da guarda,” ele continuou. “Talvez apenas as crianças tenham anjos da guarda [ou] um anjo especial designado para [eles]. … Mas talvez os adultos também os tenham.” 

Ele se referiu a uma passagem em Atos 12 depois que Pedro foi libertado da prisão e foi para uma casa onde os crentes estavam reunidos para orar. Mas os crentes não acreditaram inicialmente que Pedro estava na porta e disseram: “talvez seja o anjo dele”. 

“Isso significa que Pedro tinha um anjo da guarda pessoal? Eu não sei a resposta para isso”, disse ele. “Mas mesmo que não tenhamos anjos pessoais, você pode ter certeza de que temos anjos atribuídos a nós que estão envolvidos em nossas vidas.” 

No início do sermão, Laurie disse que queria que a congregação soubesse que os anjos estão “ativamente envolvidos em sua vida” e eles têm “trabalho especial que fazem na vida do cristão”.

“Milhares e milhares e milhares de anjos estão no céu, trabalhando na terra, servindo ao Senhor”, disse Laurie. “A maioria desses anjos são santos; alguns deles estão caídos. Você os encontra no Antigo e no Novo Testamento.”

A Bíblia, disse Laurie, tem cerca de 300 referências a anjos, mas advertiu que há “muitos equívocos” que as pessoas tendem a ter.

“Os anjos trabalham principalmente disfarçados. Não é o trabalho ou a natureza de um anjo chamar a atenção para si mesmo”, disse ele. “Eles estão apenas fazendo a obra de Deus. Você pode descrevê-los como agentes secretos de Deus. Outra maneira de colocar isso, eles são como os Navy SEALs. … Seu trabalho é fazer o trabalho.”

Há momentos em que os anjos impediram os cristãos de fazer as coisas “erradas” e momentos em que os anjos protegeram os cristãos de situações prejudiciais, disse Laurie.

“Há momentos em que um anjo o incitou [e] falou diretamente com você”, disse o homem de 69 anos. “Eu me pergunto quantas vezes fomos para a destruição, e Deus mudou nosso curso, direcionando um anjo para nos impedir de onde estávamos indo.” 

Mais tarde no sermão, Laurie disse que os crentes costumam ter noções preconcebidas sobre anjos que não se alinham com o que a Bíblia diz. 

“Eu sei que muitas vezes pensamos em um anjo como feminino, como ‘ela é tão bonita quanto um anjo’… Na realidade, quando os anjos aparecem visivelmente, eles aparecem como homens”, disse Laurie, referindo-se a como os anjos aparecem no Bíblia. 

O pastor disse que alguns costumam dizer que quando alguém morre, eles se tornam um anjo. Ele se referiu ao ditado: “Bem, Deus só precisava de outro anjo no céu.” 

“Nós não nos tornamos anjos. … Isto é errado. … Anjos são anjos. Eles são seres criados. Eles são mencionados nas Escrituras”, detalhou Laurie.

“Nós os encontramos adorando ao Senhor, e também vemos Deus usando anjos para despachar julgamento e justiça na terra”, disse ele, apontando para o público Hebreus 1:14 . “’Não são todos os anjos espíritos ministradores enviados para servir aqueles que herdarão a salvação?’”

Embora os anjos existam para fazer a obra de Deus, Laurie disse que o diabo e seus demônios (anjos caídos) também existem para se opor à obra de Deus. 

Laurie definiu os demônios como “anjos que se rebelaram contra Deus, seguindo Satanás”. 

“Quando houve essa rebelião angelical, dois terços dos anjos ficaram do lado de Deus, mas um terço dos anjos ficou do lado do diabo, do lado de Lúcifer”, disse ele. “Não subestime o poder dos demônios.” 

Laurie disse que a Bíblia fala sobre pessoas “possuídas por demônios” e tendo “força sobrenatural”. 

“Quando os policiais atendem a um chamado por algum tipo de perigo, a primeira coisa que costumam fazer é pedir reforços”, disse ele. “Você está em uma batalha espiritual. E você precisa chamar reforços. Você precisa da força do Senhor em sua vida.”

Laurie disse que as pessoas costumam fazer a pergunta: “Por que Deus criou o diabo?”

“Deus não criou o diabo como o conhecemos”, respondeu Laurie. “Satanás, também conhecido como Lúcifer, já foi um anjo de alto escalão.”

“Lúcifer estava obcecado consigo mesmo”, acrescentou. “Ele não queria adorar a Deus. Ele mesmo queria ser adorado. E assim, ele foi derrubado por causa de seu orgulho.” 

Laurie afirmou que, embora Satanás tenha perdido sua posição exaltada, ele ainda tem acesso à “presença de Deus”. No entanto, os anjos e Deus superam Satanás e seus demônios.

“A má notícia é: milhares de anjos estão agora servindo ao diabo com poderes demoníacos. Mas a boa notícia é: milhares de anjos estão servindo a Deus, protegendo-nos, guiando-nos e fazendo todas as coisas que eles fazem por nós”, pregou Laurie. 

“Não faça acordos com o diabo. … [O diabo] tem uma rede bem organizada de poderes demoníacos fazendo sua vontade”, disse Laurie. “Parece que o propósito dos demônios é duplo: impedir os propósitos de Deus e estender o poder de Satanás … [e] para impedir Deus e Seu povo de fazer o que o Senhor quer que façamos e então estender o reino e a influência do poder de Satanás”.

O pregador explicou que Jesus resumiu a agenda de Satanás em João 10:10 , que diz: “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir”.

Laurie enfatizou que Satanás não é mais poderoso que Deus porque Satanás não tem as mesmas habilidades.

“Deus é onipotente, o que significa que Ele é todo-poderoso. Satanás é poderoso, mas tem limitações em seu poder. Deus é onisciente, o que significa que Ele sabe tudo. Satanás sabe muito, mas não o suficiente como Deus”, disse Laurie. “Deus é onipresente, o que significa que Ele pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Satanás só pode estar em um lugar de cada vez.”

O diabo se opõe a Deus e acusa e condena os crentes enviando-lhes pensamentos, afirmou.

“Você vê: [o diabo] envia o pensamento e depois nos condena por ter esse pensamento”, disse Laurie. “Ouça, não é pecado ser tentado. É apenas um pecado quando eu convido a tentação para o chá. Tem sido dito: ‘Você não pode impedir um pássaro de voar sobre sua cabeça, mas você pode impedir que ele construa um ninho em seu cabelo.’” 

“O problema não está na isca; está na mordida,” ele retransmitiu. “Não é pecado se a isca estiver pendurada na sua frente; só é pecado se você morder.”

Os cristãos devem confessar seus pecados e livrar suas vidas de rancores, raiva e ressentimento para vencer Satanás, aconselhou o pastor. 

Ele disse que quando os cristãos não confessam seus pecados, o diabo obterá um ponto de apoio em suas vidas.

“Você nunca vencerá o diabo se houver pecado não confessado em seu coração. (…) Quando o pecado não é confessado, há um muro entre nós e Deus. Novamente, se confessarmos nosso pecado, [ 1 João 1:9 ]: ‘Ele é fiel e justo para nos perdoar o pecado e nos purificar de toda injustiça’”, afirmou Laurie. 

Confessar o pecado não significa que os cristãos precisam confessar todos os pecados que cometeram, afirmou ele, acrescentando que é um reconhecimento de que “pequei, Senhor”.

“E neste caso, você está concordando com Deus”, continuou ele.  

Duas outras maneiras pelas quais os crentes podem vencer o inimigo, disse Laurie, é através do “sangue do Cordeiro e pela Palavra de seu testemunho”, o que significa que eles devem ler e pregar o Evangelho.  

“Ouça, na batalha espiritual, a forma como avançamos, a forma como ganhamos terreno, a forma como conquistamos território inimigo é pregando o Evangelho”, disse ele, citando Efésios 6 . 

“Quando estamos em uma batalha espiritual ganhando terreno pela pregação do Evangelho, o diabo não será capaz de nos deter”, acrescentou. “’Porque maior é aquele que está em nós, diz Jesus , então aquele que está no mundo.’” 

Fonte:Christian Post