Siga nossas redes sociais

Destaques

Lula diz que, caso eleito, não será contra o aborto

Published

on

Compartilhe

Em entrevista ao jornal Super N 1ª Edição, da rádio Super 91,7 FM, na manhã desta quinta-feira (24), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou que não será contra a legalização do aborto, caso seja eleito.

Para ele, trata-se de um assunto de saúde pública e, como chefe de Estado, seria favorável à legalização. “Eu Lula, pai de cinco filhos, fui contra aborto e sempre fui. Agora, eu chefe de Estado, preciso tratar o assunto como saúde pública”.

Lula repete a falácia de que estaria apoiando as mulheres ao legalizar o assassinato de bebês. ” Pessoalmente é meu pensamento, mas como vou tratar isso como chefe de Estado? Aí é colocar todas as mulheres em igualdade de condição”.

Ele se referia às brasileiras que saem do país para fazer aborto em países que já descriminalizaram a prática. Enquanto que as mais pobres procuram clínicas clandestinas para matarem seus filhos ainda no ventre.

“Muita gente é contra aborto, mas corre para outros países pra fazer escondido, enquanto isso mulheres morrem na rua. Cabe ao Estado dar a essas pessoas capacidade de tratamento digno, esse é o papel do Estado”, completou.

Redação Exibir Gospel