Siga nossas redes sociais

Destaques

Fiel arrependida que deu prêmio da loteria para a igreja terá valor devolvido

Published

on

Compartilhe

Uma mulher ganhou R$ 1,8 milhão na Lotofácil e resolveu doar parte do dinheiro como oferta para a Igreja Universal do Reino de Deus. Arrependida, ela entrou com ação e a Justiça determinou que a denominação devolva.

A decisão foi do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), através do juiz Gustavo Fernandes Sales, da 1ª Vara Cível de Samambaia.

A história começou em 2014 quando o marido da autora da ação ganhou o prêmio da loteria. Foi o homem quem transferiu R$ 182,1 mil de dízimo e R$ 200 mil como oferta. Os valores foram doados “com a promessa de que sua vida seria abençoada”.

Um ano depois, o casal se separou e a mulher passou a fazer mais ofertas, entre elas a doação de um Hyundai HB20 e mais R$ 101 mil em dinheiro porque estava em busca de “bênçãos financeiras”.

Oito anos depois, a autora da ação se arrependeu das ofertas doadas e resolveu solicitar a devolução por não ter “alcançado o ápice prometido nas pregações”.

O juiz não aceitou o pedido de devolver o carro, mas determinou que a Igreja Universal devolva os  R$ 101 mil doados pela ex-fiel.

Em sua defesa, a IURD emitiu uma nota dizendo que irá recorrer da decisão e que a “sentença divulgada hoje não questiona a doação efetuada à Igreja Universal do Reino de Deus, ou a motivação da doadora, nem aponta qualquer tipo de coação.”

O que a igreja diz é que a Justiça entendeu que “em razão do valor envolvido, a doação deveria ter sido efetivada por intermédio de um instrumento público”.

Redação Exibir Gospel