Siga nossas redes sociais

Destaques

Justiça da Finlândia absolve ex-ministra acusada de discurso de ódio por tuitar versículos

Published

on

Compartilhe

Chegou ao fim a batalha judicial que grupos pré LGBTQ+ moveram contra a ex-ministra da Finlândia Päivi Räsänen e o pastor e editor luterano Juhana Pohjola, acusados de “discurso de ódio” por falarem de versículos bíblicos que condenam a prática homossexual.

Na última quarta-feira (30), o Tribunal Distrital de Helsinque absolveu os acusados dizendo que não possui competência para interpretar conceitos bíblicos.

Räsänen foi processada por um tuíte onde ela citava os versículos de Romanos 1 sobre o casamento. Além disso, ela foi acusada também por participar de um programa de TV sobre o tema “homossexualidade e a fé cristã”.

A decisão da Justiça era muito aguardada, pois poderia criminalizar a Bíblia naquele país, assim como a evangelização.

Ao comentar a decisão, Räsänen comemorou: “Esta é a decisão que eu esperava. Aprecio muito que a decisão reconheça a importância da liberdade de expressão e da liberdade de religião. Apraz-me que a decisão pareça ser muito abrangente e inclusiva. Baseia-se fortemente nos princípios de liberdade de expressão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e também analisa cuidadosamente o que eu disse”, disse Räsänen.

Redação Exibir Gospel