Siga nossas redes sociais

Destaques

Justiça nega queixa-crime de Malafaia contra youtuber

Published

on

Compartilhe

A 3ª Vara Criminal de Aracaju rejeitou a queixa-crime movida pelo pastor Silas Malafaia contra o youtuber Carlos Batista Alves Neto, mais conhecido como Carlito.

Em uma série de vídeos, o influenciador fala sobre o líder evangélico da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, por isso Malafaia o acusava de calúnia, difamação e injúria.

Mas na decisão, a juíza Aline Cândido Costa, disse que Carlito apenas informava seus seguidores. “Na qualidade de cristão, historiador e cientista político, o Querelado (Carlito), nas publicações realizadas em 13/01/2020, 20/03/2020, 06/10/2020, 15/01/2021, 24/02/2021 e 28/03/2021, em seu Canal do Youtube, questiona atitudes públicas do pastor, com nítido caráter informativo e de, certa forma, de cunho jornalístico, na medida em que se constitui em veículo de informação e análise das condutas públicas e de cunho político e religioso praticadas pelo Querelante”, diz trecho da decisão.

Em outra parte, a magistrada fala em “exercer a liberdade de expressão”. Pelo Twitter, Carlito Neto comemorou a decisão da Justiça: “Grande dia, acabo de receber a informação do escritório do @augustodeAB que o juiz rejeitou a queixa-crime contra mim, no processo que o Malafaia abriu…. Em breve explico mais em vídeo. Quero desde já agradecer à Doutora Bruna e ao Doutor Augusto por toda solidariedade neste caso”, escreveu.

Até o momento, o pastor não comentou sobre a decisão em suas redes sociais.

Redação Exibir Gospel