Siga nossas redes sociais

Destaques

Palestinos entram em confronto com a polícia israelense na mesquita de Al-Aqsa no Monte do Templo

Published

on

Palestinos entram em confronto com as forças de segurança israelenses no complexo da Mesquita Al Aqsa, na Cidade Velha de Jerusalém, sexta-feira, 15 de abril de 2022. (AP Photo/Mahmoud Illean)
Compartilhe

Centenas de palestinos entraram em confronto com a polícia israelense antes do amanhecer na sexta-feira santa no complexo da Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém. 

A violência ocorreu quando milhares se reuniram para orações durante o mês islâmico do Ramadã.

Autoridades israelenses dizem que palestinos atiraram pedras na polícia após as orações do amanhecer, iniciando os confrontos. Vídeos postados online mostram palestinos atirando pedras e policiais disparando gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral.
 
Médicos disseram que mais de 150 palestinos ficaram feridos.

O local sagrado, chamado por Israel de Monte do Templo, era sagrado para os judeus por mais de um milênio antes mesmo da criação do Islã. Os romanos derrubaram o templo judaico em 70 dC, como Jesus Cristo havia profetizado, e séculos depois os muçulmanos construíram sua mesquita de Al-Aqsa no topo do Monte do Templo judaico. 

Como muçulmanos e judeus agora o consideram seu local sagrado, muitas vezes tem sido o epicentro da agitação entre palestinos e israelenses.
 
O último confronto ocorre quando as tensões aumentaram nas últimas semanas, depois que terroristas palestinos assassinaram 14 israelenses em uma onda de terror. Para encontrar os assassinos e evitar mais terrorismo, Israel lançou uma onda de prisões e operações militares na Cisjordânia. 

Os confrontos no Monte do Templo ocorrem em um momento particularmente sensível do calendário religioso. Este ano, o mês sagrado islâmico do Ramadã coincide com a Páscoa, um importante feriado judaico de uma semana que começa hoje ao pôr do sol, e a semana santa cristã, que culmina no domingo de Páscoa.
 

Fonte: https://www1.cbn.com/cbnnews/israel