Siga nossas redes sociais

Destaques

“Imaginava que era Deus”, diz mulher que teve relações com morador de rua

Published

on

foto reprodução internet
Compartilhe

Após 40 dias de internação em uma clínica psiquiátrica, Sandra Mara Fernandes, a mulher flagrada pelo marido tendo relações sexuais com um morador de rua, tem ido a programas de TV e no Youtube para contar a sua versão da história.

Diagnosticada com transtorno afetivo bipolar, a empresária mineira que mora no Distrito Federal diz que estava em surto psicótico e horas via o esposo no morador de rua e outras vezes via Deus.

Em entrevista ao programa “Cidade Alerta”, do DF, ela disse  que deu carona para Givaldo Alves por acreditar que era seu marido. Durante a conversa com o morador de rua, ela achava que estava conversando com Deus.

A história de Sandra tem comovido muitos brasileiros e ela tenta limpar a imagem dela e defender seu marido que passou a ser alvo de ataques nas redes sociais. “Eu em sã consciência, jamais teria me submetido a isso”.

Na primeira postagem nas redes sociais após sua alta da clínica, a empresária fez um texto dizendo que não escolheu ter a doença e nem ser vítima de tudo o que aconteceu depois que as imagens do seu esposo espancado Givaldo viralizaram pelo país.

Outra informação já revelada por ela, dessa vez em entrevista ao SBT, é que ela conseguiu na Justiça que Gilvando nunca mais fale sobre ela. Ele, com o sucesso, ganhou um apartamento no Rio de Janeiro e não mora mais na rua.

Já o casal de Planaltina vai precisar de tempo para reorganizar a vida. Segundo Sandra Mara, a loja de roupas que ela abriu precisou ser fechada por conta da polêmica.

Redação Exibir Gospel

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *