Siga nossas redes sociais

Destaques

Ateu da Flórida pede que a Bíblia seja removida das escolas

Published

on

Compartilhe

O estado da Flórida, nos EUA, aprovou há algumas semanas um projeto de lei que proíbe o ensino de ideologia de gênero nas escolas. Contra essa decisão, um ateu entrou na Justiça para impedir que as escolas em todo o estado tenham um exemplar da Bíblia Sagrada.

O ativista Chaz Stevens, fundador da Mount Jab Church of Mars – grupo ativista ateu – enviou cartas aos 63 distritos escolares do estado exigindo que a Bíblia seja banida dos ambientes escolares, incluindo dos materiais instrucionais.

Ele ainda criou uma petição online para arrecadar recursos para “banir a Bíblia das escolas públicas da Flórida”.

Stevens reconheceu que o pedido para proibir a Bíblia é perturbar o governador republicano Ron DeSantis e sua administração. Para ele, a Bíblia é “usada para justificar a escravidão, homofobia e guerras por séculos, é hora de banir este livro perigoso de nossas escolas públicas”.

Não o bastante, o ativista ateu chega a dizer que a “bíblia não é apropriada para menores porque contém referências à imoralidade sexual, assassinato, estupro, bestialidade, prostituição, escravidão e aprendizado socioemocional.

“Se eles vão proibir os livros, então toda a biblioteca deve estar na linha”, disse ele ao canal. “Minha esperança, e é um tiro no escuro, é que eles apliquem seus próprios padrões a si mesmos e proíbam a Bíblia”, disse ele ao site Miami New Times.

Redação Exibir Gospel