Siga nossas redes sociais

Destaques

Justiça autoriza despejo de dois templos da Igreja Mundial do Poder de Deus

Published

on

foto reprodução internet
Compartilhe

Por atrasos no aluguéis, dois templos da Igreja Mundial do Poder de Deus poderão ser despejados nos próximos dias após autorização da Justiça de São Paulo.

Um dos casos foi julgado pela 3ª Vara Cível de Osasco e é sobre os valores que estão atrasados desde março de 2021, um montante de R$ 57.149,59. O contrato de locação foi firmado pelo prazo de 15 de dezembro de 2019 a 14 de dezembro de 2022.

A juíza Ana Cristina Ribeiro Bonchristiano condenou a denominação a o pagamento de “toda a verba devida até a desocupação do imóvel”, e dá prazo de 15 dias para a desocupação do imóvel ser feita de forma voluntária, “sob pena de despejo, após regular notificação”. A sentença foi assinada em 23 de março deste ano.

Já o segundo caso foi julgado na  6ª Vara Cível de Guarulhos por um templo que está com três parcelas atrasadas: fevereiro, abril e maio do ano passado. O valor devido é de R$ 20.365,12. Para a juíza Natália Schier Hinckel,  “a contestação [da Igreja] não afastou os argumentos descritos na peça inaugural”.

A decisão condena a Igreja Mundial do Poder de Deus ao pagamento dos aluguéis em aberto e os que venceram no curso da ação até que o imóvel esteja totalmente desocupado. A juíza também rescindiu o contrato de locação e determinou que a igreja teria 15 dias para deixar ou imóvel voluntariamente ou a força policial estaria autorizada a fazer o despejo.

*Com informações do SBT.